Banner Agenda

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
2º FLASHBACK, os embalo dos anos 70 e 80, realizado no último Sábado no Itália Eventos, tem avaliação positiva...
  Data/Hora: 12.out.2017 - 9h 45 - Colunista: Cultura  
 
 
clique para ampliar

Ainda me lembro como se fosse hoje, a realização do 1º Flashback, um Encontro/Reencontro memorável não só com os amigos – mas, principalmente com essa arte das artes que nos coloca num patamar superior – SUA EXCELÊNCIA A MÚSICA. A música, que quando feita sem a intenção molecular/comercial se torna numa fonte de energia inspiradora, capaz de nos colocar a bailar e viajar no tempo e no espaço como se estivéssemos flutuando entre as maravilhas das maravilhas desta Criação.

 

No último sábado (07), foi realizado a sua 2ª edição no Itália Eventos – e por motivo de força maior, não pude comparecer – mas, o meu pensamento, a minha alegria e o desejo de que o mesmo repetisse o sucesso da primeira edição, estava presente, torcendo sem nenhum interesse ego centrista ou coisas do gênero.

 

Acredito que a realização de eventos dessa natureza, deveria acontecer com regularidade em todas as camadas sociais com respeito às origens, a etnia, a tradição, os costumes, enfim, fazendo com que os seres que vivem no entorno possam visualizar além do plano visível – lugar esse que não se compra favores, tampouco o dinheiro é usado como moeda de troca. Os interesses e valores são os outros – harmonizar, valorizar e emoldurar o santo valor das amizades.

 

“O evento foi maravilhoso. E confesso que fui para esse segundo Embalo dos Anos 70 e 80, com a beleza da redação que você colocou na matéria da primeira edição. Perguntaram por que é que você não foi. Mesmo não tendo ido, se possível, gostaria que você entrasse em contato com os Organizadores e fizesse uma matéria e deixasse registrado esse evento – com aquela redação que só você sabe fazer”, me pediu uma alma transbordando de energia e alegria essa semana.  

 

 

Como resistir um pedido desse? E o nosso entrevistado a seguir é o Sãomiguelense Edson Fernando da Silva, um dos Organizadores deste Evento e que tem demonstrado um grande desejo de ver a nossa cidade se unir em torno de um grande projeto que nos traga prosperidade, crescimento econômico e social. Edson faz parte também da Comissão Organizadora do Encontro dos Amigos da Velha Gaúcha, que realizou no mês passado o Segundo Encontro em Cuiabá no Mato Grosso com grande sucesso. Confira o que ele diz:

 

Jornal – Esta já é a segunda edição deste evento e pelos comentários dos participantes, já estão ansiosos para que o terceiro venha o mais rápido possível. Como iniciou essa ideia?

 

Edson – A iniciativa de reviver os bons momentos dos anos 70 e 80 – os Flashback da época onde grande parte dos que viviam em São Miguel dançavam muito na Discoteca “Kachanga”, como era chamada, foi uma ideia minha. O principal objetivo foi contribuir para que São Miguel tivesse algo a mais para se divertir e, ao mesmo tempo, reencontrar amigos e relembrar os anos dourados das discotecas. Para colocar em prática essa ideia, chamei alguns amigos como a Marcia Janete da Silva, Jones de Souza e esposa, Marizia Knack e seu marido, Veranice Scheffer e seu marido e a Vanilda Scheffer Justo para fazerem parte da Comissão Organizadora.

 

Jornal – O principal objetivo, pelo o que entendi, é levar diversão e entretenimento. Como foi o comparecimento do público e se existe algum caráter filantrópico?

 

Edson - O comparecimento do público ficou dentro do que prevíamos. O mais importante é que as pessoas se divertiram até o amanhecer. Assim como no primeiro que realizamos, ajudamos a Pestalozzi de São Miguel.

 

Jornal – A ideia de realizar eventos assim está restrita a São Miguel, ou a Comissão pretende ampliar também para outros municípios?

 

Edson - A Festa como foi muito bem organizada e comentada na região, algumas cidades querem que a gente organize para arrecadar fundos para entidades carentes daqueles municípios.

 

Jornal – Qual a avaliação que você faz da realização desse evento?

 

Edson – “A avaliação é positiva, pois nossa cidade é carente de festas como essas, onde não só os nossos jovens como a sua população de modo geral, além de se divertirem conseguem reencontrar os amigos – e também, ajudar as entidades. A nossa intenção é organizar muitas Festas boas como essa para São Miguel. Aguardem-nos”, pontifica Edson.

 

(Fotos da página da Rita de Cássia - Flaschback e redes sociais)

 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner pedrão
Transmorgan
Banner Abraços
Auditoria da Dívida Publica
Otica PetriU
Bassani
comercial advogado
Banner esporte é vida
Pesqueiro das Irmãs
Grandinox