Vende-se apartamento no centro

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Esse painel e os tortuosos “Caminhos da Evolução Humana”. Como é que devemos olhar para ele?
  Data/Hora: 5.fev.2018 - 10h 19 - Colunista: João Maria  
 
 
clique para ampliar

               Acredito, que a melhor forma de não aumentar ainda mais o prejuízo e os danos mentais que uma imagem como essa pode acarretar nas mentes dormentes, principalmente dos nossos jovens despreparados culturalmente  é repetir o que o Mestre dos mestres, expressou quando esteve nos visitando por aqui há mais de 2000 anos: “Pai, perdoai-lhes, eles não sabem o que fazem”.

 

Qualquer ser humano com um pouco mais de conhecimento sobre si mesmo – sabe que o caminho da evolução humana, tanto do ponto de vista individual ou coletivo, só pode acontecer tendo como conceito basilar valores éticos. Vejam que neste “outdoor”, esses valores estão expressos de forma nítida – “Pela Família, decência, moral e ética. Brasil acima de tudo, Deus acima de todos. Eu apoio político honesto. E você”?

 

Ao lermos a mensagem que está no painel, a primeira vista, o pensamento é que ele nos representa. Acredito que esse seja o desejo de todas as pessoas de bem que sonha com um país inclusivo, crescendo e se desenvolvendo em todos os sentidos. O problema do painel, não é a mensagem escrita e, sim, é a foto do sujeito que está ao lado.

 

O que vemos ali é um “deputado federal”, que praticamente em todas as entrevistas que tem concedido até aqui – fez e faz questão de demonstrar com palavras, gestos, atos e ações de que ele próprio admite ser totalmente despolitizado e despreparado e que não tem o conhecimento necessário nem mesmo para ocupar o atual cargo de deputado.

 

É por essas e outras, que podemos afirmar que o texto divulgado recentemente nas redes sociais pelo jovem Haroldo Capelletti Nogiri Filho, com o título: “ISTO NÃO NOS REPRESENTA”, é da maior responsabilidade e propriedade.

 

E o fez com justíssima razão, sem falar mal e MUITO MENOS acrescentar nada na biografia deste “desqualificado” e já declarado candidato a presidência do país, que vem usando do "jeitinho brasileiro" para fazer campanha antecipada e desrespeitar as Leis vigentes, com outdoores como este... "Ele não está pedindo voto no outdoor...", dissem os seus correligionários como se a foto estampada fosse de um outro ser que nada tem a ver com o declarado candidato a presidência.  

 

Quem em tempos atuais, não só num país rico e produtivo como o nosso onde abrigamos as mais diferentes etnias, ou em qualquer parte do mundo pode ser a favor da pregação do ódio, da divisão, da luta armada (“devem morrer pelo menos uns trinta mil”, diz ele), do pensamento golpista dizendo que: "a nossa única saída é fechar o Congresso Nacional e o Senado e eliminar todos os que não pensem como ele"?

 

Não vou descrever aqui, tudo o que esse “sujeito” já disse com respeito às “mulheres”, por exemplo, que no seu ponto de vista são inferiores e devem ganhar menos do que os homens; e muito menos o que ele tem pregado contra os gays e negros, que na sua visão “despolitizada” são inferiores, cidadãos de segunda, terceira, ou quarta classe (“... visitei uma comunidade quilombola..., e lá vi pessoas pesando umas sete arrobas mais ou menos, que não trabalham..., e, pelo visto, não servem nem mesmo para procriar”, vomitou o deputado).

 

Vejam que, quando se trata dos Caminhos da Evolução Humana, tanto do ponto de vista individual ou coletivo, os conceitos de valores éticos, são a base que deverão pavimentar esta trajetória.

 

Nessa pavimentação, os conceitos de bem e de mal, de virtude e de vício, de dever e de culpa, só podem ser concebidos e defendidos por alguém que saiba que o princípio central e universal da Lei é evolução – e evolução significa crescimento, desenvolvimento, respeito pelas pessoas e, jamais descer ladeira abaixo aos piores momentos da nossa civilização.

 

Desde já, quero deixar claro que não tenho nada contra qualquer pessoa que tenha esse ou aquele ponto de vista político ou que esteja nessa foto. Nesse caso em particular, sou contra a foto desse cidadão que está no painel. Não desejo mal a ele, muito pelo contrário, desejo do fundo do meu coração que ele próprio procure ajuda junto a um Hospital Psiquiátrico – e, quem sabe, daqui a algumas décadas, possa reiniciar a sua trajetória política e sonhar em ser presidente de uma Nação.

 

Todos nós sabemos que quando o assunto é política, estamos falando de calorosas discussões – e que, muitos defendem que a única coisa proibida em política é perder – e que os fins justificam os meios.

 

O que não se pode aceitar é que, um candidato a presidência da República possa tratar os demais que divergem do seu ponto de vista com tamanha irresponsabilidade e sordidez como podemos ver e comprovar através dos inúmeros vídeos que estão circulando e abundando nas redes sociais.

 

Parabéns ao Centro Acadêmico Hugo Simas, que diante dos ataques “ensandecidos” divulgaram uma nota defendendo o direito à expressão e manifestação de pensamento, feito pelo Jovem Nogiri, direito este que é assegurado pela Constituição Federal vigente que em seu art. 5º, inciso IV, sendo ponto fundamental e inviolável em uma sociedade democrática. “Todavia, tal garantia constitucional não pode ser invertida como pretexto para a propagação da LGBTfobia, do racismo, do machismo, do ódio, da inferiorização e discriminação de outrem. Assim, o discurso hostil e destrutivo, alimentado pela falta de empatia, bom senso e alteridade ganha espaço num contexto de efervescências políticas, em que se torna cada vez mais difícil identificar e enaltecer o real valor da liberdade: o respeito”.

 

João Maria Teixeira da Silva

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner Carl Hart
Cerâmica Zanoni
Banner Marlene
Banner pedrão
banner vende capeletti
Banner Juvenal
Bassani
Alquimia
Auditoria da Dívida Publica
Rose Bueno Acessórios