Banner jessica de jesus

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
MPF em Francisco Beltrão ajuíza ação contra o estado do Paraná
  Data/Hora: 5.mar.2018 - 18h 21 - Categoria: Geral  
 
 
clique para ampliar
Ação busca fazer o governo cumprir seu dever de receber os presos vinculados à Justiça Federal 
       
                         
O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou ação civil pública contra o estado do Paraná para que a Justiça Federal em Francisco Beltrão conceda tutela de urgência compelindo o estado a garantir o recebimento de presos federais, sejam eles presos em flagrante, provisórios ou definitivos – em estabelecimento prisional existente na região da respectiva Subseção Judiciária.
 
 
O MPF requer ainda que seja determinada a suspensão de qualquer ajuda financeira, destinada pela União ao Estado do Paraná, para atender às despesas de execução das penas e medidas de segurança, enquanto não for cumprido o Art. 85 da Lei n. 5.010/66, que determina o recebimento por estabelecimento estadual de presos à disposição da Justiça Federal.
 
 
Por meio de um inquérito civil público, o MPF apurou que os presos vinculados à Justiça Federal não estão sendo recebidos pelo Sistema Penitenciário do estado nos municípios da Subseção Judiciária de Francisco Beltrão. Já os presos vindos da Justiça Estadual estão sendo recebidos normalmente.
 
 
De acordo com a ação do MPF, na ausência de um estabelecimento prisional federal na região (carceragem, cadeia pública ou penitenciária), a recusa das autoridades estaduais em receber os presos vinculados à Justiça Federal, configura prejuízo a segurança pública, descumprimento do Art. 85 da Lei n. 5.010/66 e inviabiliza o cumprimento das atividades do MPF, Justiça Federal e Polícia Federal constitucionalmente previstas.
 
O Art. 85 da Lei n. 5.010/66 prevê que “enquanto a União não possuir estabelecimentos penais, a custódia de presos à disposição da Justiça Federal e o cumprimento de penas por ela impostas far-se-ão nos dos Estados, do Distrito Federal e dos Territórios”.
 
 
Autora da ação, a procuradora da República do MPF em Francisco Beltrão Indira Bolsoni Pinheiro afirma que “a não ocorrência de prisões tanto provisórias quanto definitivas no âmbito dos processos federais, além de causar descrédito às decisões do Poder Judiciário, estimula a perpetuação de crimes recorrentes nesta região de fronteira, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas e tráfico de armas”.
 
 
No julgamento do mérito da ação, o MPF pede que a Justiça confirme a tutela de urgência, tornando definitiva a condenação do Estado do Paraná.
 
 
Número da ação para consulta processual na Justiça Federal: 5000744-56.2018.404.7007.
 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner pedrão
Otica PetriU
Banner guilherme almeida
Rose Bueno Acessórios
Bassani
banner vende apartamento II
Banner Banda Show
banner vende capeletti