Banner jessica de jesus

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
No mês da mulher, PTI celebra avanços realizados por figuras femininas no campo da astronomia
  Data/Hora: 8.mar.2018 - 11h 48 - Colunista: Cultura  
 
 
clique para ampliar
A exposição “Mulheres na Ciência – Computadores de Harvard” ocorre entre os dias 8 de março e 23 de junho no Polo Astronômico
 
 
Ao longo dos anos, cerca de 140 mulheres passaram pelo Observatório da Universidade de Harvard, onde revolucionaram a maneira de estudar astronomia e consolidaram a importância da figura feminina no campo das ciências. Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI), por meio do Polo Astronômico Casimiro Montenegro Filho, presta homenagem a cinco dessas figuras em sua exposição “Mulheres na Ciência – Computadores de Harvard”, entre os dias 8 de março e 23 de junho.
 
 
De acordo com o coordenador do Polo, Janer Vilaça, a exposição, realizada anualmente, tem o propósito de valorizar as contribuições feitas por mulheres no campo da ciência ao longo da história. “Essas mulheres auxiliaram a astronomia a evoluir a um ponto que, até então, ainda não havia sido alcançado”, ressaltou Janer. “Mais do que um incentivo a outras mulheres que desejam ingressar neste campo de trabalho, as personalidades que escolhemos são referências que estudaram, venceram adversidades e mostraram que determinadas áreas não são exclusivas para homens”, enfatizou o coordenador.
 
 
Para a edição deste ano, foram selecionadas as cinco principais astrônomas que trabalharam no Observatório da Universidade de Harvard, fundado em 1839 e comandado pelo astrônomo Edward Charles Pickering, conforme a monitora do Polo, Josiane Vieira Amaral, uma das organizadoras da exposição. Segundo Josiane, a instituição era composta somente por homens, com o objetivo inicial de pesquisa e levantamento das propriedades dos astros, especialmente seus brilhos e cores. Com o aperfeiçoamento dos aspectos técnicos da fotografia, deu início a projetos de fotografia do céu. 
 
 
No entanto, contou Josiane, decepcionado com seus assistentes, Pickering convidou sua empregada, Williamina Fleming, para auxiliá-lo. Ao perceber que Flemming correspondia às suas expectativas, Pickering optou por ampliar o número de mulheres no Observatório, originando assim o “Harém de Pickering”, mais conhecido como Computadores de Harvard.
 
 
“Essas mulheres tiveram que enfrentar muitas dificuldades, tais como a limitação física, baixos salários, ambientes dominados por homens e, principalmente, o preconceito que existia pelo simples fato de serem mulheres”, afirmou Josiane. “Com a exposição, buscamos destacar as pioneiras que fizeram um trabalho brilhante e que contribuíram para o desenvolvimento e reconhecimento da mulher no meio científico”, completou a monitora.
 
 
Mulheres na ciência
 
Entre os destaques da exposição estão Williamina Flemming, empregada de Pickering e a primeira mulher contratada para trabalhar no Observatório. Em sua trajetória, identificou e classificou os espectros de mais de 10 mil estrelas e criou um novo sistema de classificação para esses astros, baseado em suas composições e brilho.
 
 
Annie Jump Cannon, astrônoma estadunidense, foi responsável pela descoberta fotográfica de cinco supernovas, além de 300 outras estrelas, e a classificação dos espectros de mais de 250 mil estrelas. 
 
 
A astrofísica inglesa, naturalizada americana, Cecilia Helena Payne-Gaposchkin, descobriu que o sol é composto basicamente de hidrogênio e hélio, assim como as demais estrelas. Sua tese de doutorado, “Atmosferas Estelares”, é considerada até hoje por especialistas da área como a melhor já escrita.
 
 
Antonia Caetana de Paiva Pereira Maury, astrônoma americana, observou espectros estelares e publicou um catálogo importante de classificações de estrelas em 1897. Sua obra mais famosa é uma análise espectroscópica da estrela binária, Beta Lyrae.
 
 
Conhecida pelo seu trabalho sobre as estrelas variáveis, dentre elas as conhecidas como Cefeidas, a astrônoma americana, Henrietta Swan Leavitt, descobriu mais de 2.400 estrelas deste tipo. O trabalho dela levou a um novo método de aferição de distâncias astronômicas: o método das estrelas variáveis cefeidas.
 
 
Visitação
 
A exposição ocorre entre os dias 8 de março e 23 de junho, com classificação livre, em conjunto ao roteiro de  visitação do Polo Astronômico. Os horários de visita são às 10h e às 16h, de terça a domingo. Às sextas e sábados, há também o horário de visita noturna, às 19h30. Os ingressos podem ser adquiridos pela bilheteria do Centro de Recepção de Visitantes (CRV). Moradores de Foz do Iguaçu e municípios lindeiros têm isenção total da tarifa. Crianças menores de 6 anos de idade e pessoas com deficiência física também não pagam. 
 
 
É obrigatório apresentar comprovante de residência recente, em nome do visitante, acompanhado de documento de identificação. Menores de 18 anos podem apresentar comprovante em nome dos pais. O ingresso deve ser retirado no CRV, no dia da visita, com até 30 minutos de antecedência do horário do passeio. Reservas podem ser efetuadas pelo telefone (45) 3576-7000 ou por e-mail (info@turismoitaipu.com.br) 
 
 
Polo Astronômico
 
O Polo Astronômico Casimiro Montenegro Filho é um centro de ciências com foco na Astronomia cujas atividades visam a educação, a pesquisa e o turismo. Possui um planetário, observatório e estruturas externas que permitem a interação dos visitantes em atividades de ensino.
 
 
Na área educacional, o Polo Astronômico atua na formação de professores e alunos em níveis de graduação, promovendo a melhoria da qualidade de ensino e contribuindo com a construção de uma cultura científica regional, por meio de atividades de divulgação científica.
 
 
O Polo também compõe os atrativos do Complexo Turístico Itaipu, atendendo visitantes de todo o mundo. Em 2016, recebeu o Certificado de Excelência do TripAdvisor, que premia estabelecimentos do setor de turismo e hotelaria que oferecem serviço de alta qualidade, de acordo com avaliações de viajantes.

 

 

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
banner vende apartamento II
Cerâmica Zanoni
Banner Juvenal
Banner pedrão
Rose Bueno Acessórios
Auditoria da Dívida Publica
Banner Carl Hart
Bassani
Banner Marlene
Alquimia