Prefeito é suspeito de comprar terras

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Derrota: alavanca impulsionadora para futuras vitórias!
  Data/Hora: 9.mar.2018 - 7h 12 - Colunista: Inácio Dantas  
 
 
clique para ampliar

Derrota é contingência de uma disputa. Ninguém chega ao estrelato sem antes passar sufoco e flertar com ela. Seja uma simples competição ou um complexo jogo no mundo business, vencer ou não são alternativas de quem compete. Para tal, há que ser “o mais hábil”, o “mais capaz”, o “mais forte” e estar atilado, tanto para o laurel quanto para a derrota. Logo, descarte autoimputar-se inábil, incapaz ou fraco. Por certo você é um player que tem cabedal para vencer, além de esforço titânico. Porém, se a vitória não vem, assimile o baque e reapronte-se para nova disputa.

 

Muitas vezes a derrota nos ensina e cria em nós uma segunda pele, nos blinda e nos recrudesce a coragem para embates futuros. Ao sabermos onde erramos ou fraquejamos, em novas investidas nos corrigimos e nos qualificamos para vencer.

 

Somente quem não compete desconhece a possibilidade da derrota. Ou acaso há algum competidor onipotente, que vence sempre? Todos esses estão suscetíveis às lágrimas do revés. Grandes vencedores - esportistas, artistas, empresários ou mesmo pessoas comuns -, já assistiram, da arquibancada, adversários com o sorriso largo de vencedor.

 

Extraia lições das derrotas e aprenda com elas. Em geral, são os remédios amargos que produzem excelentes efeitos. Não caia na eterna lamentação de que “poderia ter feito melhor”, “que faltou sorte” etc. Agite o espírito empreendedor, pense progressivamente, pegue firme nas rédeas da disputa e impulsione-se para vitórias maiúsculas!

 

 

Se você acha que lutou, e nada mudou, em verdade não foi luta, mas um breve espasmo de desprendimento de forças. A luta, dedicada e aguerrida, provoca mutações nas coisas e nos cenários à volta. Quando isso muda é porque você mudou e as fez mudar. Pense nisso!

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Cerâmica Zanoni
Banner Carl Hart
banner vende capeletti
Banner pedrão
Rose Bueno Acessórios
banner vende apartamento II
Auditoria da Dívida Publica
Otica PetriU
Banner Marlene
Alquimia