Agua timol

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Ministra Carmen Lúcia: Por que esse ódio todo nas redes sociais? Que “Reino dos Céus” é esse que Cristo pregava quando esteve por aqui?
  Data/Hora: 2.abr.2018 - 8h 20 - Colunista: João Maria  
 
 
clique para ampliar

É fato CONCRETO E ABSOLUTO que na História da Humanidade existem dezenas de Entidades que através da EVOLUÇÃO conseguiram concluir o seu ciclo terreno que no mundo da espiritualidade a chamamos de ILUMINAÇÃO.

 

É graças a essa Energia Cósmica Universal Transcendental que Eles emanam que o mundo se mantem em constante Equilíbrio e nos proporciona esse espetáculo maravilhoso que é a própria Natureza, a própria VIDA, através da qual podemos ver e contemplar, por exemplo, a beleza do por do sol e o espetáculo diário que ele nos proporciona ao amanhecer.

 

Para os cristãos, Cristo é o exemplo vivo dessa Mente Transcendente que está no meio de nós e com a qual podemos nos conectar e contar todos os dias da nossa vida com a sua Divina Inspiração.

 

Por que não fazemos isto? Como fazer isso? Como conseguir esse grau de Evolução?

 

Como aceitar que 2000 anos depois que ele veio e nos trouxe esse CONHECIMENTO TODO, continuamos nos agredindo, se matando e nos dividindo como se a cor da pele, a condição social, a opção sexual e o livre arbítrio nos transformassem em seres de outra “espécie”?

 

Ao analisar o que está acontecendo ao nosso redor – com essa violência desenfreada e essa ânsia descompassada que as pessoas têm de quererem sempre mais e mais, não se importando se para isso tenha que roubar, matar, corromper ou atemorizar quem quer que seja para conseguir os seus insanos propósitos não é difícil de concluir, que essa é uma geração que precisa EVOLUIR... (Foto: Internet. UOL)

 

(Foto: guia-me.com - internet) Quando pegamos no colo uma criança, ou a vemos brincando e interagindo com as demais, não importando a cor, raça ou condição social, podemos ver e comprovar que o ser humano, no seu íntimo é bom por natureza – não existe maldade e sim bondade no coração dessas criaturas que depois crescem e muitas perdem essa essência.

 

O que tem nos tornado assim, na idade adulta, tem sido essa “educação materialista”, cujos meios de comunicação trás para dentro dos nossos lares a competição, a divisão, a banalização, a desintegração familiar e os prazeres mundanos dos dias atuais. Essa é uma geração que ainda não teve a oportunidade de conhecer com profundidade o Divino que existe dentro de si – o seu próprio interior.

 

Como fazer isto? Como trazer a tona esse CONHECIMENTO, que proporciona discernimento, amor e compreensão?

 

Na Palestina, Cristo chamou esse processo de “morrer para si mesmo”, o que demonstrou na época, ser uma afirmação aterrorizante. As pessoas não entenderam o seu real significado e viram naquilo, como até hoje muitos a veem, como se fosse preciso morrer, até mesmo se matar, para só então conhecer e compreender o que faz o elo entre a criatura e o Criador – a sua alma.

 

O que Cristo quis e quer nos ensinar através da sua Consciência Mental Transcendental é que quando conseguimos através da meditação e da oração silenciar a nossa mente e neutralizar o nosso “ego”, é de fato como se estivéssemos dando o último passo em direção ao mundo da Luz, pois perdemos, ou melhor, deixamos para trás partes que considerávamos essenciais até então, do nosso eu humano/terreno.

 

É como se ultrapassássemos uma etapa, deixando para trás o que nos liga materialmente a tudo isso que aí está. É por isso que Ele incomodou tanta gente, ao ponto de se reunirem e decidirem coletivamente de que Ele deveria morrer da forma mais vil possível, pregado na cruz entre bandidos e criminosos.

 

O que incomodava os barões do PODER na época – e iria incomodar muito mais ainda nos tempos atuais se continuasse com a mesma pregação, era o seu CONHECIMENTO. Ele estava nos ensinando que quando EVOLUÍMOS e conseguimos ultrapassar o nosso próprio “ego”, somos infinitamente recompensados – algo tão maravilhoso que jamais iríamos conseguir traduzir em palavras o alívio, a paz interior que conseguimos experimentar.

 

Foi isso que Ele sentiu quando foi arrebatado e passou 45 dias no deserto sentindo e se nutrindo dessa Energia Cósmica Universal. Isso fez com que a alegria e a felicidade preenchessem todo o seu coração. O que Ele procura nos ensinar com essa expressão “morrer por si mesmo”, é que ao fazermos essa ultrapassagem sentimos verdadeira segurança, repouso e tranquilidade no silêncio da nossa própria mente.

 

Ele quis nos ensinar também, que esse CONHECIMENTO está disponível para todos e o Seu maior desejo é que possamos alcançar esse objetivo maior ainda em vida, nos tornando “mestres” de nós mesmos para representa-Lo nessa nobre missão e assim podermos ser chamados e realmente sermos considerados como verdadeiros Cristãos.

 

(Foto: internet) - É esse seu CONHECIMENTO que o tornou o mestre dos Mestres. É esse conhecimento que precisamos resgatar, ensinar, trabalhar e compartilhar nos dias atuais para nutrir, evoluir, progredir e nos unir como legítimos Filhos de Deus.

 

Quando conseguirmos, vamos descobrir que ideias, pensamentos e ideais que visam o bem comum, não se mata, não se barra, jogando ovos, tomates pedras ou pregando quem quer que seja na cruz.

 

João Maria Teixeira da Silva

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Alquimia
Cerâmica Zanoni
Rose Bueno Acessórios
Bassani
banner vende capeletti
Auditoria da Dívida Publica
Banner Marlene
Banner pedrão
Transmorgan
Otica PetriU