Vende-se apartamento no centro

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Depois da decisão do Supremo – o que fazer? Só existe um caminho: A UNIÃO DO BEM CONTRA O MAL...
  Data/Hora: 5.abr.2018 - 6h 21 - Colunista: João Maria  
 
 
clique para ampliar

 

Asseguro à Nação que o Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais”.

 

Até entendo esse seu recado General, afinal, sua formação é fruto desta “educação materialista” que aí está que visa proteger o “status quo” deste sistema imperialista sem fronteira e sem pátria que desde Cabral, escolheu o nosso país para ser usado como colônia.

 

Ou seja, nos seus aprendizados sobre moral e civismo, a nobreza e a inteireza de espírito que se demonstra pelo exemplo, como o próprio Mestre, nos ensina: “antes de dar torna-se necessário possuir; e para possuir é preciso já ter conquistado vitórias dentro de si mesmo através do esforço pessoal”, não deve ter feito parte do seu currículo escolar.

 

Não é uma questão de ser ou não simpático à candidatura do ex-presidente Lula. É uma questão de Justiça e não podemos esquecer que para obtermos JUSTIÇA de fato e de direito, primeiro se faz necessário que sejamos justos nos nossos atos e ações.

 

Num país como o nosso, onde se matam jovens como se estivessem fazendo uma faxina étnica, é impossível permanecer calado diante de decisões assim que visa retirar da vida pública e encarcerar quem mais fez especialmente pelos jovens pobres e pretos desse país. O que estamos vendo é a luta do bem contra o mal. É impossível não tomar uma posição.

 

Desculpe-me General, mas ao postar isso no seu twitter, um dia antes de uma das mais importantes decisões nestes 500 anos de República, o seu recado foi direto e intimidatório a Suprema Corte.  É como se dissesse: “se vocês absolverem o Lula, nós poderemos fazer com esse país o que o “Bashar al-Assad” está fazendo atualmente com o seu povo na Síria”.

 

O que houve? Logo Vossa Excelência que sempre se mostrou ser uma pessoa centrada e altamente capacitada? Por que essa mudança de postura, justamente num momento crucial como este?

 

Como usar o cargo de autoridade máxima das forças armadas para influenciar uma decisão que pode mandar para a prisão uma pessoa que fez por este país o que ninguém jamais imaginou fazer nestes 500 anos de República pelos que mais precisam das ações governamentais – pretos e pobres.

 

Como alguém em sã consciência, pode atribuir ao ex-presidente Lula toda a roubalheira que houve na Petrobrás e afirmar sem provas de que ele ganhou uma “caixa de fósforos/tríplex” para acobertar esses crimes?

 

Atribuir essa responsabilidade a ele simplesmente por que era presidente da República, sem que haja uma prova documental é o mesmo que dizer que a responsabilidade pela entrada de armas e drogas que hoje abastecesse o Crime Organizado no país é da Polícia Federal, órgão responsável pela fiscalização das nossas fronteiras.

 

É o mesmo que dizer que os imóveis não precisam mais de registro e sim de “delação” – de alguém que diga que esteve visitando o imóvel e, portanto, é seu.

 

E nós sabemos que não é assim. Hoje, a instituição Polícia Federal, ao lado do Ministério Público, são as que mais têm credibilidade no país e Vossa Excelência sabe disso.

 

Como alguém que desde o seu primeiro dia do seu governo se preocupou em criar um Portal da Transparência para mostrar publicamente tudo o que se gasta e se arrecada nesse país; como alguém que deu ampla liberdade a PF e ao MP para investigar quem quer que fosse, inclusive, cortando na própria pele sem jamais interferir nas investigações; como alguém que ajudou a sancionar inclusive a Lei de Delação Premiada que fez com que dezenas de “milionários” fosse parar atrás das grades pela primeira vez na história desse país – pode ser chamado de Chefe de Quadrilha?

 

Como admitir, por exemplo, que as pessoas que realmente roubaram a Petrobrás estão em prisão domiciliar – curtindo a vida em mansões luxuosíssimas com salas de tevês, campo de futebol, piscinas – tudo construído com dinheiro público que roubaram da melhor empresa do país?

Isso tudo depois de serem condenadas e retiradas da convivência social, para em seguidas serem convidadas a raciocinar – querem liberdade? “Se quiserem cumprir pena em regime domiciliar, vão ter que pronunciar o nome do Lula”.

Onde se encontra no momento o doleiro Alberto Youssef, condenado a 82 anos e oito meses de prisão?

Onde está Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobrás, condenado a 39 anos e cinco meses? E quantos outros...?

 

Como fica a vossa consciência ao saber que tudo o que cerca essa sentença iniciada pela “moroalização” de Curitiba poderá levar para a cadeia um ser humano que deveria sim, é receber o Prêmio Nobel da Paz pelo que fez pelo país e o mundo?

 

Eu lhe pergunto General: Quantos generais negros existem na sua Instituição? Nenhum! É isto? Qual é a porcentagem entre pretos e brancos nesse país? O que lhe incomoda tanto para disparar um recado como esse um dia antes de uma decisão desta magnitude?

 

Quem nomeou Joaquim Barbosa para a Suprema Corte? Quem nomeou Gilberto Gil para ser Ministro da Cultura? Quem nomeou a primeira Ministra Negra nesse país?

 

Quem deu oportunidade para que o filho de uma empregada doméstica pudesse fazer um Curso Superior construindo centenas de Escolas Técnica e 18 Universidades Federais?

 

Qual o nome que podemos dar a isso? Ditadura “Judicial”? Golpe ou segregação racial?

 

O que fazer depois de uma decisão como essa?

 

Acredito que só exista um caminho – A UNIÃO ABENÇOADA DO BEM CONTRA O MAL. Todas as forças que se alinham com o pensamento de esquerda devem buscar uma só candidatura e que, esse candidato que venha substituir o atual que a Justiça acaba de banir da vida pública, assuma o compromisso, de assim que assumir a Presidência da República conceda o Indulto ao ex-presidente. Ou seja, fazendo a Justiça que o Supremo não fez.

 

João Maria Teixeira da Silva 

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
banner vende apartamento II
Otica PetriU
banner vende capeletti
Bassani
Banner guilherme almeida
Rose Bueno Acessórios
Banner pedrão
Banner Banda Show