Banner jessica de jesus

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Dois Projetos de Lei sobre readequações nos Planos de Cargos e Carreira dos Servidores Municipais levam a categoria a greve...
  Data/Hora: 2.mai.2018 - 14h 20 - Categoria: Educação  
 
 
clique para ampliar

Em solenidade realizada hoje de manhã em frente ao Paço Municipal, realizada pelo Sindicato dos Servidores Municipais, marcou o início de uma greve dos servidores públicos e professores da rede municipal de ensino.

 

Essa paralisação, segundo a Direção do Movimento, em princípio afeta diretamente 14 Escolas Municipais e os CMEis, podendo se estender para as demais categorias. Segundo Rosnete, caso o prefeito não atenda ao pedido de retirada dos dois Projetos de Leis que estão tramitando no Legislativo Municipal que visa readequar os Planos de Cargos e Carreira dos Servidores e do Magistério, as demais categorias também serão convocadas a participar.

 

Um dos projetos, do quadro geral dos funcionários públicos propõe validar cursos e titulações apenas para quem já completou 2 anos dos 3 estágios probatório. “Nestas condições nós temos 85 pessoas que, caso esse plano seja aprovado, só irão avançar daqui a quatro ou cinco anos”, reclama Rosnete, presidente do Sindicato dos Servidores Municipais.

 

Em vídeo gravado, falando em nome da Administração, o Secretário de Governo, Valdecir Lago, enfatiza que o Executivo não vai retirar os projetos e não negociará mais com o Sindicato. “Vamos tratar pessoalmente com cada categoria”, diz ele.

 

Ainda hoje pela manhã, nesta manifestação que contou com cerca de 200 pessoas, que é bom que se diga, com a presença maciça das mulheres (quase 100%), foi montada uma Comissão de Servidores municipais para conversar diretamente com o prefeito. Até o fechamento desta matéria, a Comissão não tinha sido recebida. Logo em seguida os Manifestantes fizeram uma passeata pela cidade buscando conscientizar a população sobre a necessidade desta paralização.

 

Entre os presentes o vereador e Professor Ari, com mais de 20 anos de experiência sindical, nos disse que está conversando com os seus colegas do Legislativo para que nãos e vote ainda hoje esse projeto. “A minha intenção é tentar negociar com eles para que aceitem pelo mínimo uma emenda onde o que está estabelecido nesses dois projetos sirva apenas para os novos concursados e não para os que já existem”, entende Ari, acrescentando que o ideal seria barrar essas propostas. 

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner Carl Hart
Banner Marlene
banner vende capeletti
Auditoria da Dívida Publica
Banner pedrão
Otica PetriU
banner vende apartamento II
Alquimia
Cerâmica Zanoni
Transmorgan