Agua timol

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Diretor da Itaipu recebe jovens medalhistas e reafirma apoio a projetos socioesportivos
  Data/Hora: 12.mai.2018 - 12h 11 - Categoria: Itaipu Binacional  
 
 
clique para ampliar

Três projetos já estão consolidados e outros sete em breve também terão o apoio da binacional

 

Da Assessoria - fotos: Adenésio Zanella/Itaipu Binacional -  O diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, Marcos Stamm, recebeu nesta sexta-feira (11), no gabinete da diretoria, em Foz do Iguaçu, os atletas iguaçuenses que participaram do Mundial de Esporte Escolar (Gimnasíada) 2018, em Marrakesh (Marrocos). Dois deles voltaram com medalhas: Érica Geni Barbosa Cavalheiro trouxe o ouro na corrida de revezamento medley (atletismo); e Vitor Hugo Leodoro Gravenhagen foi prata no judô, na categoria meio pesado (até 90 quilos).

 

Ambos participam de projetos socioesportivos apoiados pela Itaipu Binacional, o Jovens Atletas – Campeões do Futuro e o Kimono Amigo, respectivamente. As outras atletas, que também foram classificadas para o evento mundial, são Maria Eduarda Ferreira Barbosa (salto em altura) e Victoria Gabriela Soares Berlanda (lançamento de dardo).

 

 

Érica e Vitor mostraram as medalhas e receberam parabéns do diretor, que elogiou a garra com que todos representaram as cores da bandeira brasileira e reafirmou o apoio da Itaipu às ações socioesportivas. “É um orgulho para a Itaipu ser parceira de vocês e desses projetos dos quais vocês participam. Vamos continuar juntos, investindo em vocês e apoiando no que precisarem”, garantiu Stamm. 

 

“Quando temos um jovem campeão mundial, sabemos que não é apenas uma questão de talento. Por trás dele há uma estrutura de qualidade e uma equipe preparada e dedicada. Esses resultados são maravilhosos, mas igualmente maravilhosos são os reflexos do esporte na questão social”, disse Márcio Bortolini, gerente da Divisão de Iniciativas de Responsabilidade Social da Itaipu. 

 

Também participaram do encontro o treinador da equipe feminina da delegação brasileira de atletismo, Sergio Muniz dos Santos (o Quick); a presidente do Instituto do Atletismo de Foz do Iguaçu, Marcilene Muniz; o presidente da Judofoz, Josmar Couto; a assessora de Responsabilidade Social da Itaipu, Luciana Carneiro Lobo da Camara Teixeira, e outros empregados da binacional. 

 

Gimnasíada

O Mundial de Esporte Escolar (Gimnasíada) 2018, que aconteceu entre os dias 2 e 9 de maio, em Marrakesh, no Marrocos, reuniu os melhores atletas entre 15 e 18 anos do planeta, em competições de 17 modalidades esportivas. Realizado a cada dois anos pela Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), é o maior evento de esporte escolar do mundo. 

 

No Marrocos, a 17ª edição reuniu quatro mil atletas, de 58 países. O Brasil ficou em terceiro lugar no quadro geral de medalhas, terminando à frente de países tradicionais no esporte, como França, Rússia e Estados Unidos. A próxima edição do evento, em 2020, será na cidade de Jinjiang, na China. 

 

Essa foi a segunda vez que uma atleta apoiada pela Itaipu chega ao topo do pódio em uma competição mundial de esportes escolares. Em 2015, no Mundial Escolar de Atletismo, em Wuhan, na China, Victória Nieradka Violante foi ouro no salto triplo.  

 

Outros projetos

Nos últimos cinco anos, a Itaipu investiu aproximadamente R$ 9 milhões nos projetos Meninos do Lago (canoagem), Velejar é Preciso (vela) e Jovens Atletas (atletismo). O subsídio financeiro para os próximos cinco anos será de R$ 26 milhões, o que permitirá, por exemplo, aumentar de 100 para 600 o número de atletas participantes do Meninos do Lago e começar a desenvolver projetos de judô, badminton, vôlei, futebol, basquete e xadrez. 

 

A maior parte do dinheiro será destinada ao custeio de professores, viagens, participações em campeonatos e na melhoria da infraestrutura para o treinamento.

 

Os apoios já consolidados acontecem nos projetos Meninos do Lago, em parceria com a Federação Paranaense de Canoagem; Velejar é Preciso, em conjunto com o Iate Clube Lago de Itaipu; e Jovens Atletas, parceria com o Instituto do Atletismo de Foz do Iguaçu. Os três programas atendem, juntos, 380 jovens alunos de escolas públicas. 

 

Estão em fase de formalização outros sete projetos que devem atender 1.560 alunos. São os projetos Kimono Amigo, parceria com a Associação Esportiva Judofoz; Basquete sem Fronteiras, com a Associação de Basquete de Foz do Iguaçu; Maestro da Bola, com a Associação Maestro Esporte Clube; Talentos do Vôlei, parceria com a Associação Iguaçuense de Voleibol Educação e Cultura; Badminton, Raquetadas para a Cidadania, com a Associação de Badminton Cataratas Foz do Iguaçu; Xadrez para Todos, com a Associação de Xadrez de Foz do Iguaçu; e o Caminhar Sinefi, com o Sindicato dos Eletricitários de Foz do Iguaçu. 

 

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner Carl Hart
Banner pedrão
Otica PetriU
Banner Patrick Sonorização
Auditoria da Dívida Publica
Banner Marlene
Alquimia
Bassani
Banner Juvenal
BANNER APARTAMENTO