Vende-se apartamento no centro

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Distrito de São José do Itavó – todos contra o Mosquito da Dengue
  Data/Hora: 26.nov.2018 - 10h 40 - Categoria: Geral  
 
 
clique para ampliar

“Precisamos eliminar todo material ou recipiente que possa acumular água e se tornar um criadouro do mosquito Aedes Aegypti transmissor da dengue, da zika e do chikungunya”, lembra.

 

Em reunião realizada no último dia 22, a Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância em Saúde, subprefeitura e sociedade civil organizada de São José do Itavó, ficou definida as estratégicas de combate ao Mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue.  

 

Na oportunidade, o administrador distrital André Royer explicou como o poder público municipal vai auxiliar na limpeza da comunidade, bem como dos lotes e prédios públicos, dando como suporte máquinas e caminhões.

 

A secretária de saúde, Marcia Parizotto, o coordenador de Endemias, Paulo Veloso, e a Agente de Endemias, Francielle, relataram das dificuldades encontradas para realização de um trabalho que possa fazer com que a comunidade se una para combater possíveis focos, evitando epidemias.

 

 

Ficou definido que será confeccionado um material explicativo e distribuído nas Igrejas, escolas, indústrias e associações.

 

Na comunidade do Itavó está definido a recolha de todo material que possa acumular água e demais entulhos, para o dia 03 de dezembro.

 

O Departamento de Vigilância em Saúde está promovendo uma ampla mobilização convocando a população a vistoriarem suas residências. “Precisamos eliminar todo material ou recipiente que possa acumular água e se tornar um criadouro do mosquito Aedes Aegypti transmissor da dengue, da zika e do chikungunya”.

 

A vigilância pede para que todos, tanto da cidade quanto do interior recolham todo material que possam acumular água e coloquem os mesmos em frente a sua residência. Na sequência, conforme cronograma, o material será recolhido pelo poder público municipal.

 

O calendário de recolha ficou assim definido:

26, 27 e 28 de novembro – Cidade (centro e bairros);

29 de novembro – Santa Inês;

03 de dezembro – São José do Itavó;

 

 

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner guilherme almeida
banner vende capeletti
Otica PetriU
Banner Banda Show
Rose Bueno Acessórios
banner vende apartamento II
Banner pedrão
Bassani