Banner jessica de jesus

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Intransigência: comportamento que se deve descartar.
  Data/Hora: 11.fev.2019 - 12h 57 - Colunista: Inácio Dantas  
 
 
clique para ampliar

Se você conhece alguém intransigente, aprenda com ele o que não se deve ser...

 

Intransigência é não transigir, não ceder, não condescender, discordar, ter postura absolutista, extrema, austera e rigorosa. E, a bem da verdade, nesse mundo globalizado e interconectado que vivemos, há que se abrir a porta para a democracia e as concessões para que as mesmas portas nos sejam abertas.

 

“Relação perde-ganha”. Antigamente, os negócios tinham essa conotação, “alguém perdia para outro ganhar”. Hoje, com a ideia “dividir para multiplicar”, e usando-se a transigência para negociar, é possível comprador e vendedor ganharem simultaneamente: é o chamado “ganha-ganha”.

 

É preciso entender que é estratégico perder “x” valor agora para ganhar “y” valor lá na frente. Ficar na intransigência, achando que ceder é ser derrotado, deixar-se-á de fechar um bom contrato, e, pior, serão fechadas as oportunidades para outros futuros.

 

Quantos milhões são perdidos por mera intransigência nos centavos? Quantos serviços são feitos erroneamente por intransigência no modus operandi? Sempre que erguemos uma “barreira” para os outros, ato contínuo, uma “barreira” pelos outros é erguida para nós.

 

Há que transigir, não ser turrão, abrir mão de certos conceitos, pontos de vista e interesses, às vezes pequenos, em prol dum projeto maior. Em verdade, quando não se pode ganhar tudo, ganhar o suficiente é um baita negócio!

 

Aperte o botão “stop” da discórdia e ligue o botão “play” da transigência. Aceite ouvir vozes contrárias para que também ouçam a sua – o diálogo produz mais que o monólogo. A intransigência resulta em sucesso solitário, e, afinal, qual o prazer de sair bonito na foto comemorando sozinho...?

 

Inácio Dantas

Do livro “Você, Líder do seu Sucesso”

Adquira em: www.agbooks.com.br

 

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner Mães Fortes
Banner brasil
Banner o fascismo
Banner Notre Dame
Banner Bertold Brecher
Banner Psicologia
Banner fotógrafo premiado
Rose Bueno Acessórios
Banner a dieta perfeita
Otica PetriU