Vende-se apartamento no centro

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Cartas do Leitor
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Que tal transformarmos esse Ipê num Belíssimo Mirante? Veja a importância de incentivar e alavancar a maior indústria do mundo a céu aberto – o Turismo...
  Data/Hora: 3.mai.2019 - 9h 32 - Colunista: João Maria  
 
 
clique para ampliar

Na última sessão do Legislativo Municipal, o vereador Professor Presa, apresentou um requerimento, pelo visto, a pedido da sua esposa, Catiúscia Miliolli Presa, Secretária Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, que foi aprovado por unanimidade pelos edis, solicitando a restauração do Ipê que se encontra em frente à Igreja Matriz.

 

Uma excelente iniciativa, tendo em vista que por falta de visão e compreensão sobre a importância do nosso patrimônio, o mesmo se encontra com boa parte da sua estrutura já em decomposição.

 

O fato é que, depois de nascer e crescer por centenas de anos e se transformar numa árvore majestosa, essa árvore símbolo foi arrancada do seu habitat (para formação do Lago de Itaipu), transportada e deixada “deitada” e exposta ao sol e a chuva sem nenhuma proteção.

 

Antes de falarmos sobre a possibilidade de transformá-lo num belíssimo Mirante para a cidade – e não apenas numa simples restauração – vamos dar uma rápida pincelada sobre a importância do Turismo Universal. (foto: arquivo municipal) 

 

Uma rápida pesquisa sobre os principais pontos turísticos das cidades do país e do mundo vamos encontrar entre elas, um “mirante”, muito deles um belíssimo cartão postal que passa a ser parada obrigatória para quem faz turismo naquela região.

 

Quem vai a Curitiba, por exemplo, se quiser ter uma imagem da cidade num ângulo de 365 graus, vai ter que subir a uma altura de 109,5m da torre da Telepar, hoje torre Oi.

 

Construída em 1991, pela estatal Telepar, no bairro das Mercês para uso da telefonia, o local é aberto às visitações e lá de cima pode-se contemplar uma cidade moderna, charmosa e com muito verde do ponto mais alto e levar para casa uma imagem mental espetacular. (foto: Divulgação - internet)

 

Quem vai a Paris, por exemplo, e não visita a Torre Eiffel, é o mesmo que ir a Roma e não visitar o Papa... A sua construção, aliás, começou com o lançamento de um concurso público realizado no fim do século XIX, para a Exposição Universal de 1889.

 

Como sempre, em torno das grandes obras, surgiram todos os tipos de comentários, na sua grande maioria contrastando com a grandiosidade e a importância de que ela tem hoje para o turismo mundial. (foto: Divulgação - Internet)

 

Enfim, dos 107 projetos apresentados, o de Gustave Eiffel, foi o escolhido, daí o nome Torre Eiffel. Ele tinha a seu lado Maurice KIoechlin e Emile Nouguier, como engenheiros, e Stphen Sauvestre, como arquiteto.

Procurando sintetizar um pouco a história dessa construção, notamos que o mais curioso disso tudo é que, assim que o projeto virou realidade, a previsão inicial era de que a torre durasse 20 anos. Ao fim deste período, ela fosse destruída.

 

Durante esse período a torre obteve um imenso sucesso na Exposição Universal com 2 milhões de visitantes que vieram conhece-la. “Assim, ela se torna símbolo da potência industrial francesa da época”. Conta-nos a história de que Gustave Eiffel tem um papel determinante para que a torre não fosse destruída. “Ele se empenhou para provar a utilidade científica da torre ao multiplicar as experiências científicas sem domínios como a astronomia e a filosofia.

 

Finalmente, o que salvou a torre foi a sua utilização como antena de rádio, utilizada inicialmente par aas comunicações militares e, em seguida, para uma comunicação radiotelegráfica permanente – que teve, aliás, sua utilidade na Primeira Guerra Mundial”.

 

Hoje, a cada ano aproximadamente 7 milhões de visitantes sobem na torre para conhecer e ver de perto os seus 309 metros de altura no centro de Paris.

 

Sobre a importância do Turismo e as suas obras de arte como um dos principais atrativos a nível mundial, poderíamos citar dezenas de referência – mas, o recente incêndio que consumiu boa parte da Catedral de Notre-Dame, nos mostra números impressionantes da importância do Turismo, essa Indústria Universal que não polui o meio ambiente e integra os povos de todos os continentes. Cerca de 13 milhões de pessoas visitam anualmente essa Catedral...

 

 Voltando ao que nos interessa no momento nessa matéria – que é a restauração do Ipê em frente à Igreja Matriz, acredito que poderíamos pensar um pouco maior, afinal, hoje sabemos que “a capacidade de imaginação é a grande mola da atividade humana e a principal fonte de progresso”.

 

Fazermos a restauração e deixa-la lá como está, acredito que não seria a solução. Precisamos focalizar-nos no futuro e assim procurar aumentar a autoconfiança, o entusiasmo e a energia que nos move no dia a dia. Com tudo o que existe hoje em termos de evolução envolvendo tecnologia, é possível montarmos um Projeto e Transformar esse Ipê num moderno Cartão Postal para a cidade. Ponto obrigatório de quem visita a região.

 

Não podemos esquecer que estamos a 45 km de Foz do Iguaçu, Cataratas, Itaipu – uma região turística que recebe milhares de turistas anualmente. Tudo é possível, desde que, nos predispomos a abrir a nossa mente e se unirmos em torno de um Grande Projeto.

 

Uma das primeiras pessoas que teve acesso a esse nosso trabalho, foi o Engenheiro Diógenes Piloni, e confesso que a primeira vista, a sua reação não foi bem a que eu esperava em termos de local. Ele também acha possível levantarmos esse Ipê e transformá-lo num mirante, mas em sua opinião, o local onde ele se encontra não seria o mais apropriado. “Poderíamos trazer esse Ipê para essa Praça que acaba de ser revitalizada. Ficaria uma obra espetacular”, acredita.

 

 

Enfim, está lançada a ideia e adoraríamos que vocês entrassem nesta página e deixassem a sua sugestão. Sempre é bom lembrar, que nessa ideia de transformá-lo num mirante – vem junto à determinação de transformar o local num belíssimo Cartão Postal, onde o mais importante não é só a altura do mesmo – mas sim, a história que se pretende contar em torno deste Projeto. 

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner Einstein
Banner as cidades tem alma
Banner conar
Banner violência se limite
Banner Psicologia
Banner Teori
banner vende apartamento II
Banner Notre Dame
Banner Mirante
Banner Bertold Brecher