Banner são camilo

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Greve atinge mais de 80% das escolas estaduais
  Data/Hora: 26.jun.2019 - 7h 57 - Categoria: Educação  
 
 
clique para ampliar

Primeiro dia de greve mobiliza categorias do serviço público em todo o estado

25 de junho de 2019

 

Fonte: APP-Sindicato - Mesmo diante da pressão do governo, com ameaças e intimidação a professores(as) e funcionários(as) das escolas, servidores(as) públicos cruzaram os braços nesta terça-feira (25).

 

A adesão da categoria foi grande. Já neste primeiro dia, a APP-Sindicato identificou que 80% das escolas estaduais aderiram à paralisação parcial ou totalmente. A expectativa é que esse número cresça nos próximos dias.

 

“Os educadores estão sofrendo na pele os efeitos de quatro anos de congelamento dos salários e também os ataques e perseguições da Secretaria da Educação. Temos um governo que se diz novo, porém o clima nas escolas piorou. Com isso, mais gente deve aderir ao movimento nos próximos dias”, afirmou Hermes Leão, presidente da APP-Sindicato.

 

Logo pela manhã, o comando unificado, que reúne representantes de diversas categorias, se reuniu para avaliar o pedido do governo de mais prazo para apresentar propostas às categorias.

 

“Em março, nos reunimos com o governo que ficou de apresentar proposta em 30 dias, o que não ocorreu. Em 29 de abril realizamos uma grande paralisação e o vice-governador assumiu compromisso de estabelecer diálogo e construir uma solução conjunta para o problema. Até o momento o governo não apresentou qualquer proposta, por isso iniciamos a greve”, ressaltou Marlei Fernandes de Carvalho da coordenação do Fórum dos Servidores (FES).

 

Greve continua

Nesta quarta (26), a greve continua. A concentração em Curitiba será a partir das 9h na frente do Palácio Iguaçu. Às 10h haverá um debate sobre reforma da Previdência. Por volta das 11h, o governo deve receber representantes dos servidores para uma reunião de negociação.

 

Às 15h, servidores(as) se reúnem em frente a sede da Secretaria da Fazenda para realizar um ato em defesa do serviço público. A manifestação vai continuar com uma caminhada até a Boca Maldita, no centro da capital. Dirigentes da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), que estão na cidade para um evento, vão participar desse ato.

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner violência se limite
Otica PetriU
Rose Bueno Acessórios
Banner Mirante
Banner Lei Lucas
Banner conar
Banner a dieta perfeita
Banner o fascismo
Banner fotógrafo premiado
Banner Graciliano Ramos