Vende-se apartamento no centro

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Presidente Bolsonaro nomeia advogada “prata da casa” para Diretoria Jurídica de Itaipu
  Data/Hora: 6.ago.2019 - 9h 31 - Categoria: Itaipu Binacional  
 
 
clique para ampliar

A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União, nesta terça-feira (6).

 

 

A advogada Mariana Favoreto Thiele, 38 anos, empregada de carreira de Itaipu, é a nova diretora jurídica da usina binacional. Ela substitui o advogado Cezar Ziliotto, que ficou no cargo durante sete anos e meio. A nomeação foi publicada em Diário Oficial da União, nesta terça-feira (6). Íntegra no link: http://www.in.gov.br/web/dou/-/decretos-de-5-de-agosto-de-2019-209021893

 

Da Assessoria - foto: Michel Pereira/Fibra - O ato leva a assinatura do presidente da República, Jair Bolsonaro, e do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. A posse ocorre ainda nesta terça-feira, às 15h, numa solenidade no Centro Executivo de Itaipu, em Foz do Iguaçu.

 

Terceira mulher a assumir o cargo de diretora em toda a história da margem esquerda da usina de Itaipu e quinta “prata da casa” a ser nomeada para um cargo de diretoria, Mariana tem 17 anos de empresa. Ela é o quinto nome escolhido pelo presidente Bolsonaro para compor a equipe do diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna. A Diretoria Executiva de Itaipu é composta por 12 diretores, seis deles brasileiros e outros seis paraguaios.

 

 

O primeiro a ser nomeado pelo presidente Bolsonaro foi o general Joaquim Silva e Luna, seguido do almirante Anatalicio Risden Junior, na Diretoria Financeira Executiva, do general Luiz Felipe Carbonell, na Diretoria de Coordenação e do engenheiro Celso Villar Torino, empregado de carreira da Itaipu.

 

Mariana conta com o apoio irrestrito do diretor-geral brasileiro, que conseguiu emplacar mais um nome em seu quadro.

 

Prata da casa reconhecida

 

Natural de Londrina, Mariana é viúva e tem dois filhos. Ela entrou na Itaipu em 2002. Graduada pela Faculdade de Direito de Curitiba (2002) e pós-graduada em Direito Administrativo (2005), Mariana possui formação em Educação Executiva pela Advanced Management Program (AMP) ESADE Business School (Espanha-2014) e tem MBA em Gestão de Previdência Complementar (FIA/UniAbrapp-2018).

 

É também certificada pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA - CPA 20) e Instituto de Certificação Institucional e dos Profissionais de Seguridade Social (ICSS - Ênfase em Administração e em Investimentos).

 

Mariana atuou por 16 anos na Diretoria Jurídica da Itaipu, entre 2002 a 2018, nas funções de superintendente e gerente de Licitações e Contratos. Desde abril de 2018, exercia a função de diretora superintendente da Fundação Itaipu Brasil de Previdência Complementar (FIBRA). Recentemente havia sido nomeada como assistente do diretor-geral brasileiro.

 

Entre suas atividades profissionais, a nova diretora participou do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp), Comitê de Investimentos da Fundação de Previdência da Fibra, Comitê de Ética da Itaipu e Comitê de Segurança da Informação.

 

A nova diretora jurídica também integrou a Comissão Julgadora do Concurso de Monografias - Natureza Jurídica da Itaipu, o Comitê de Responsabilidade Socioambiental, da margem esquerda, e comissões específicas de análise e julgamento.

 

O currículo dela inclui ainda capacitação sobre regulação do Setor Elétrico Brasileiro (2012), de formação para dirigentes e conselheiros de Fundos de Pensão (2010), do Programa Foccus - Eletrobras (2010) e do Programa Líder - Eletrobras (2013), entre outros.

 

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,6 bilhões de MWh. Em 2016, a usina brasileira e paraguaia retomou o recorde mundial anual de geração de energia, com a marca de 103.098.366 MWh. Em 2018, a hidrelétrica foi responsável pelo abastecimento de 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 90% do Paraguai.

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Rose Bueno Acessórios
Banner fotógrafo premiado
Banner Graciliano Ramos
Banner guilherme almeida
Banner Notre Dame
Banner as cidades tem alma
Banner Jorge amado
banner idiota útil
Banner Mirante
Banner a dieta perfeita