Banner Primeiro Conart

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
“Fiquei orgulhoso de ver como Foz do Iguaçu celebra o Sete de Setembro”, disse Silva e Luna
  Data/Hora: 9.set.2019 - 12h 24 - Categoria: Itaipu Binacional  
 
 
clique para ampliar

Diretor-geral brasileiro de Itaipu Binacional acompanhou as comemorações cívicas ao lado do prefeito Chico Brasileiro e de outras autoridades.

 

Da Assessoria - Foto: Sara/Cheida – Itaipu Binacional - Primeiro diretor-geral brasileiro de Itaipu a fixar residência em Foz do Iguaçu (PR), o general Joaquim Silva e Luna acompanhou as comemorações pelos 197 anos da Independência do Brasil, no sábado (7), na Avenida Paraná, ao lado do prefeito do município, Chico Brasileiro, do diretor superintendente do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), general Eduardo Castanheira Garrido Alves, entre outras autoridades civis e militares do Brasil, Paraguai e Argentina.

 

 

Silva e Luna hasteou a bandeira do Mercosul, na execução do Hino Nacional e do Hino da Independência, passou as tropas em revista, desfilou em veículo militar aberto e acompanhou toda a cerimônia no palanque principal. E não economizou elogios para definir a festa.

 

 

 

“Confesso que fiquei muito orgulhoso ao ver como Foz do Iguaçu celebra o Sete de Setembro”, afirmou, em entrevista à rede Costa Oeste News. “Especialmente, unindo as três fronteiras, com a presença de autoridades [dos três países], tropas militares, escolas, e toda a comunidade. A Avenida Paraná estava cheia do começo ao fim do desfile.”

 

Silva e Luna destacou ainda a forte participação de crianças e um “sentimento cívico pulsando no coração de todos”. “Acompanhei o desfile com muita alegria. Realmente, Foz do Iguaçu pode se orgulhar de tratar bem a sua juventude e pensar no futuro do nosso Brasil”, disse o diretor, responsável pela transferência do centro de comando da usina de Curitiba para Foz do Iguaçu.

 

O desfile cívico reuniu um público de aproximadamente 12 mil pessoas, de acordo com balanço divulgado pela prefeitura. Somente do desfile cívico participaram mais de 3.800 pessoas, incluindo alunos de escolas públicas e representantes de entidades civis e militares do Brasil, Paraguai e Argentina.

 

A prefeitura montou uma grande estrutura para receber o público, com arquibancadas e banheiros químicos. O tempo ajudou e a festa ocorreu sem problemas. O desfile contou com representantes de quase 50 instituições, entre elas, centros de educação infantil (CMEI), colégios estaduais, entidades assistenciais, clubes de serviços, escoteiros, Forças Armadas e órgãos de segurança. 

 

Participação militar

Os militares reuniram mais de 650 pessoas, entre representantes do Exército, Marinha, Aeronáutica e órgãos de segurança, de acordo com informações da Prefeitura. Participaram a banda do 34º Batalhão de Infantaria Mecanizado, Capitania Fluvial do Rio Paraná, 1ª Companhia de Fuzileiros, Destacamento de Controle do Espaço Aéreo, Escola Militar de Monte (Exército da Argentina), Exército Paraguaio, Corpo de Bombeiros, Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) e a Guarda Municipal.

Também houve o desfile mecanizado militar, com a participação das Forças de Segurança e órgãos como a Polícia Federal, Receita federal, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Depen, Polícia Militar, Polícia Ambiental, Guarda Municipal e Samu.

 

 

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,6 bilhões de MWh. Em 2016, a usina brasileira e paraguaia retomou o recorde mundial anual de geração de energia, com a marca de 103.098.366 MWh. Em 2018, a hidrelétrica foi responsável pelo abastecimento de 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 90% do Paraguai.

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner Teia da operação
Banner Notre Dame
Banner pedrão 2018
Bassani
Banner guilherme almeida
Banner o fascismo
Banner a dieta perfeita
banner idiota útil
Banner Mirante
Banner Reforma da Previdência