Vende-se apartamento no centro

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Cartas do Leitor
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Prisão por Pensão Alimentícia em plena pandemia não deixa de ser uma espécie de Endemia...
  Data/Hora: 22.mai.2020 - 8h 7 - Colunista: João Maria  
 
 
clique para ampliar

E tudo isso se torna mais grave ainda se o devedor é idoso e diabético e faz parte do grupo considerado de risco e não tem como comprovar uma remuneração fixa... Sem contar que a recomendação de todos os órgãos de segurança e da própria Organização Mundial de Saúde é de que não saia de casa, tendo em vista que uma infecção poderá ser fatal...

 

Tanto é que o próprio Estado preocupado com a vida das pessoas que precisam de alimentação e vivem nestas condições sem uma remuneração pré-estabelecida, está distribuindo auxilio e mais auxílios para que não falte o pão nosso de cada dia na mesa das Famílias...

 

Ou seja, (...) Mas, tratando-se de Pensão Alimentícia, dizem que não é bem assim – “primeiro vamos decretar a prisão e depois mandamos cumprir a pena domiciliar com o uso de tornozeleira eletrônica, não importando se isso vai lhe estressar e complicar a sua própria saúde, ou abalar as suas condições sociais e morais... Isso faz parte de outra civilização...”.

 

Mas, como dizem os juristas de que determinação judicial não é para ser contestada e sim cumprida, assim que recebi a informação do meu Advogado de que a prisão havia sida decretada – imediatamente tratei logo de buscar uma solução...

 

E, graças a esse aparelhozinho que chamamos de celular e a bondade de uma legião de amigos, em questão de minutos choveu apoio de todos os lados e a quantia requisitada estava em mãos para ser repassada a reivindicante...

 

Confesso que não estou reclamando – estou apenas desabafando e aproveitando a oportunidade para demonstrar de que existe algo de errado no Reino da Dinamarca...

 

Como assim? E o mais grave é o que se vislumbra que pode estar oculto por trás de tudo isso que podemos chamar de artimanhas do Sistema, também chamado de “casinha” frequentemente usado para extirpar, denegrir e até mesmo eliminar pessoas e no meu caso, silenciar uma redação que tem incomodado gregos e troianos que acham que dinheiro público é Casa de Mãe Joana, como esse que compartilhou esse mandado nos Grupos Sociais...

 

Por que digo isso? Esse mandado de Prisão embora tenha sido expedido no dia 14 de maio, só tomei ciência dele através do meu advogado no dia 15, uma sexta feira, depois das 18 horas...

 

No período da tarde, assim que visualizou a expedição, o meu advogado tentou entrar em contato comigo pelo celular – mas, como estava no sítio onde estou construindo com as minhas próprias mãos um teto para morar, usando todo tipo de material que você possa imaginar e tenho o hábito de deixar o celular em casa, só fiquei sabendo quando retornei por volta das 18h30...

 

O que me deixa mais intrigado nessa situação toda, é que todos os dias eu levando por volta das 04 horas da madrugada, faço matérias e alimento o site, respondo correspondências nas redes sociais e faço comentários e por volta das 07 horas, faço esse percurso, voltando lá pelas 10 horas para fazer atualizar matérias e almoçar...  

 

Na parte da tarde volto novamente ao sítio para trabalhar cerca de duas a três horas – e justamente nesse dia quando estava voltando para casa por volta das 18h30, pela Avenida Iguaçu, cujo prolongamento está chegando ao sítio que era dos meus pais, na saída que dá acesso a BR-277, me deparei com uma senhora bastante jovem de boa aparência e com um celular na mão, cujo olhar vinha na minha direção, com insistência como se queria falar comigo, pedir uma carona, fazer uma recomendação ou algo parecido...

 

Em situações assim, tenho por hábito parar para ver o que está acontecendo – mas, inexplicavelmente a intuição que tive é que não devia e sim, seguir em frente... Ao tentar diminuir a velocidade que já era bastante baixa, a impressão foi que o pé não quis voltar e sim acelerar – intuitivamente segui em frente sem nenhum peso na consciência, ou seja, ciente de que estava fazendo o certo... No retrovisor, deu para ver que na parte de cima da estrada, perto de uma residência que ali existe, estava um automóvel estacionado de cor prata que não deu para visualizar a placa e muito menos a marca – parecido com u HD 20...

 

Logo em frente, cerca de uns 300 metros, em frente ao Britador da Prefeitura, uma Menina de blusa vermelha e calça de moleton também vermelha, com um boné vermelho na cabeça e usando uma máscara preta, aparentando ter de 12 a 15 anos de idade, andava cinco seis passos e olhava para trás na minha direção, como se dizendo: “me dá uma carona aí que eu preciso chegar a cidade...”

 

Tudo se repetiu novamente – o pé não aliviou a consciência não pesou e segui em frente e, devo frisar – tomado por uma grande paz interior como se fosse ajuda Divina...

 

Ao chegar em casa e olhar no celular, foi que visualizei as diversas tentativas do meu advogado em tentar me avisar que a minha prisão havia sido decretada...

 

Moral da história – tudo me leva a acreditar que seu eu tivesse dado carona a essa Menina, alguém que já estava olhando com o celular na mão, iria ligar para a polícia e dizer algo parecido com: “me ajudem, minha filha (ou coisa parecida) acaba de entrar num carro azul, um scort com a impressão de que não conhece água e está indo em direção à cidade pela Avenida Iguaçu...”.

 

Que fique bem claro que estou apenas conjecturando, não estou afirmando – mas tudo me leva a acreditar nisso. Como já havia o Mandado de Prisão, algum malandro de aproveitando da ocasião, pode ter vislumbrado a oportunidade de que eu poderia muito bem ser preso e ainda por cima ser acusado de Pedofiliaou seja, mofar na cadeia por um bom tempo e até explicar que focinho de porco não é tomada, já teria recebido porradas e devolvidas algumas com a mesma intensidade, é claro, e no final, terminar como aconteceu com a casinha montada para o nosso amigo Ivomil (...)

 

Por que digo isso e tudo me leva a acreditar nisso?

 

O meu computador anda muito estranho, como ainda uso o Windows 7, você termina ficando vulnerável por não conseguir fazer uma série de atualizações. Para se ter uma ideia, o Google Chrome, por exemplo, parou e não consigo navegar na internet por ele a cerca de três semanas. Nesses casos a recomendação é de que ele seja desinstalado e reintroduzido de novo. Tentei há mais de 20 dias um horário com o Jackson Sergel que tem feito os trabalhos de manutenção, mas a sua agenda está bastante apertada e ainda não foi possível...

 

Aliás, ele parou de funcionar, justamente depois de que outra suposta “casinha” estava sendo montada via redes sociais, onde a isca usada, pelo menos no perfil, era também de uma Menina, lindíssima por sinal que a exemplo de centenas de pessoas me enviam solicitações de amizade... Essa também tinha o cabelo loiro.

 

Como sempre faço quando se trata de quem não conheço, antes de adicionar, dei uma olhada no seu perfil no face – e para grata surpresa lá estava ela ao lado da irmã dela, do pai e da mãe, demonstrando ser de boa índole, acima de qualquer suspeita e a adicionei.

 

Já no dia seguinte, no privado, ela apareceu com um: “Oi, você está aí?”

- Bom dia, estou...

 

- “Eu adoro tudo o que você escreve e gostaria muito de te conhecer...”

- Opa... Que bom. Muito obrigado – fico feliz...

 

- “Como você é na intimidade – muito certinho ou gosta de algo mais...”

- Eu diria que certinho até de mais... Para você me conhecer um pouco mais, estou te enviando links de uns textos que faço semanalmente carinhosamente chamado de Dialogando com o Mestre, onde através da leitura deles você poderá me conhecer melhor...

Passei o link e abandonei o papo por que já estava de saída para outros afazeres...

No outro dia, ela de novo – cada vez mais ousada...

 

- “Estou te admirando cada vez mais, Morenão gostoso...”.

Moral da história: – tive que dar a ela uma aula de cidadania, dizendo inclusive que gostaria de conhecer os pais dela e pedir encarecidamente a eles que a pegasse no colo e lhe desse uma sonoras palmadas...

 

Nada disso fez efeito e ela continuou:

- “Olha como eu fico quando falo contigo. Se eu aparecer na tua frente pegando fogo, você seria capaz de apaga-lo?” Enviando em seguida uma foto nua...

 

Como o meu computador há muito tempo tem me dado muito mais trabalho do que vocês possam imaginar, entre eles, da noite para o dia o HD aparece com 10, 20 gigas a mais do que o dia anterior e você tem que correr atrás para deletar as invasões – imediatamente “printei” o diálogo que ainda estava visível e pedi a ela para falar com os seus pais...

 

- “Meus pais me amam e não sabem que eu faço isso... Posso até passar o contato deles – mas primeiro quero um presente teu que eu mais desejo – uma foto tua como veio ao mundo...”.

 

Eu disse a ela: “Eu sou muito mais novo do que você. E isso que você está fazendo, tentando me seduzir é crime”...

 

Imediatamente o face travou e ela deletou tudo, inclusive o seu perfil na rede. Não consegui printar o seu perfil – só parte do nosso diálogo com a foto do seu perfil dessa linda “isca” que aparece com o nome de Camila e deu o endereço do Rio Grande do Sul nas redes sociais...

 

Esse é um caso que estou citando – mas acreditem, são vários e vários envolvendo ciladas que encontramos no dia a dia – ainda bem que temos e podemos contar com Forças Superiores que não se contaminam com o vil metal e trabalham diuturnamente para uma Nova Geração de Amor e Paz...

 
 

 

 

 
 
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner emprego
Rose Bueno Acessórios
banner março 2020
Banner Einstein
banner vende apartamento II
Banner Mirante
Banner Notre Dame
Otica PetriU
Calendário eleitoral
Banner Lei Lucas