Uniguaçu 2020

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Cartas do Leitor
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
A FELICIDADE NÃO É PADRONIZADA.
  Data/Hora: 24.mai.2020 - 18h 44 - Colunista: Cultura  
 
 
clique para ampliar

Por JUAREZ  ALVARENGA

 

        Ser feliz é a grande meta humana, porém não existe felicidade padronizada.

        Cada um tem a tua a sua ao seu modo e a sua época.

 

        Quando criança, a inocência e a gratuidade, nos levava a felicidade. Nosso mundo infantil e imaginário fabrica alegria espontaneamente.    Não existem limites dentro da nossa mente. Por isso, a maioria absoluta das crianças são feliz.

 

        Na adolescência aparece a vida e a sociedade. Se não bem trabalhada são barreiras, quase intransponíveis, de serem ultrapassadas.

 

        Os horizontes longos nos desorganizam, pois é nessa época que estamos iniciando a caminhada real e queremos, num passe de magica os objetivos imaginários realizados nos outros extremos dos horizontes distantes.

 

        Vem então a maturidade. A felicidade está mais nos passos do que nas metas. A lentidão e o perfeccionismo do que caminhamos exteriormente é no compasso em que imaginamos em nossas mentes.

 

        Nosso mundo interior, na maturidade, é construído de barreiras de ferro, capazes de suportarem tempestades grandiosas sem transformar em devaneios assustadores .

 

        Nossa mente é uma enciclopédia. Entende qualquer palavreado desta faceira vida.

        A felicidade é um ato de disposição mental e não matéria prima, que buscamos no decorrer de nossa existência. Ela é uma conquista da mente e não patrimônio acumulado no confronto do homem com a realidade.

 

        A felicidade, para ser verdadeira é mais dadiva da generosa existência do que empoderamento ou posição social.

        Não é padronizada. Seus caminhos são vários e o andar na sua procura que determina a sua vitória.

 

        O nomadismo, de novos objetivos, não pode fazer mudar de metas de acordo com os obstáculos encontrados. O enfrentamento de barreiras deve ser adicionado à felicidade final. O impulso para transpor obstáculos é um dos fatores mais significativos na construção de uma felicidade consistente.

 

        Felicidade não é grandeza é simplicidade dos fluxos das aguas cristalinas correndo o leito psicológico, sem barreiras imaginarias ou verdadeiras.

 

        É a sede da alma alimentando de aguas profundas de um oceano mental.

 

JUAREZ  ALVARENGA

ADVOGADO E ESCRITOR

R: ANTÔNIO B. FIGUEIREDO, 29

COQUEIRAL     MG

CEP: 37235 000

FONE: 35 991769329

 
 

 

 

 
 
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner Notre Dame
Banner Lei Lucas
Banner Mirante
Banner Einstein
Banner pedrão 2018
Banner violência se limite
banner vende apartamento II
Bassani
Banner laranja
Calendário eleitoral