Banner raismo

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Cartas do Leitor
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Três erros no trabalho que um profissional deve evitar:
  Data/Hora: 20.jul.2020 - 13h 35 - Colunista: Inácio Dantas  
 
 
clique para ampliar

Por Inácio Dantas,

 

Nesse momento de retomada do trabalho, da atividade econômica, evitar erros profissionais no trabalho é fundamental para autovalorização pessoal e agregar valor aos produtos e serviços.

 

1.Desistir sem lutar[1]. Por medo de errar, ou por insegurança na própria capacidade, diz “não” ao desconhecido e aos novos desafios que o farão pensar, agir e alterar sua rotina.

 

Dica: Cobre de si mesmo mais garra e ousadia. Se estiver dentro das suas habilidades ouse, participe, tente. Jamais desista de lutar, e vencer, sem antes ensejar bons golpes de luta. 

 

Obs: Chacoalhe o querer, espane o pó da comodidade. Você tem um pódio a subir, medalhas a conquistar. Desistir da luta e proporcionar vitória ao adversário? Nem pensar! Desistir sem lutar é não ouvir os aplausos da torcida, nem ver brilhar os holofotes do sucesso!

 

2.Ter desculpas prontas para possíveis erros[2]. Preocupe-se em fazer correto e bem feito os serviços que lhe compete. Não se preste a ser criativo nas desculpas e sem criatividade no trabalho.

 

Dica: Sucessivas desculpas para sucessivos erros farão com que percebam suas manobras e subterfúgios. Ligue-se no trabalho, dê toques de arte e qualidade e melhore a confiança e o respeito superior.

 

Obs: Ninguém está imune ao erro, não há perfeição humana. Se errar, desculpe-se, retrate-se, corrija-se e aprenda com o erro. Não invente “porquês” nem culpe os outros, isso mostra a incapacidade e aumenta a insegurança. Requalifique habilidades e elimine o verbo “errar” do seu trabalho.

 

3.Recuar, desmotivar-se. Recuar nem sempre é sinal de fraqueza, pode ser estratégia para reabastecer-se de energias, novas ideias e voltar à luta ainda mais forte e motivado. Dar “passos atrás”, desmotivado, é ausência de gana para conquistas materiais e realização íntima.

 

Dica: Num momento crítico, quando perceber que vai falhar ou perder o controle, pare, recue, “erga a cabeça” e motive-se. Ao retomar o passo estará firme, seguro e pronto para evoluir no serviço e na profissão.

 

Obs: Prepare-se. (Re)qualifique-se. Fortaleça-se física, moral e em conhecimentos. Recuar? Desmotivar-se? Isso não faz parte das suas prioridades estratégicas. Vista as luvas, “suba ao ringue” e, motivação a mil, enfrente desafios e adversários com altivez.  

 

Inácio Dantas

Do livro “Lições para o Autoaperfeiçoamento Profissional”

Adquira em www.agbook.com.br

 

 

 

[1] “Não desista. Geralmente é a última chave do chaveiro que abre a porta.” (Paulo Coelho).

[2]“Costumo voltar atrás, sim. Não tenho compromisso com o erro”. (Juscelino Kubitschek)

 

 
 

 

 

 
 
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner pedrão 2018
Banner Notre Dame
Banner Lei Lucas
Banner laranja
Calendário eleitoral
Rose Bueno Acessórios
banner itaipulândia julho II
banner vende apartamento II
Banner itaipulândia julho
Banner emprego