banner coronavírus março

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Cartas do Leitor
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
As palavras podem construir ou destruir relações. Domine-as, ou será dominado por elas!
  Data/Hora: 22.mar.2021 - 13h 11 - Colunista: Inácio Dantas  
 
 
clique para ampliar

Por Inácio Dantas, 

 

Vivemos um momento crucial, de pouca paciência para falar – e ouvir. A pandemia fez novos paradigmas nas relações humanas e, a qualquer palavra mal expressada, inconsciente ou não, o pavio de um conflito pode ser aceso. A sugestão é: domine as palavras ou será dominado por elas!

 

Cuidado, palavras mal expressadas, quando saem da boca em direção aos ouvidos alheios são iguais um raio em alta-voltagem que cruza o ar sem rumo: onde cai faz estrago. Para evitar “acidentes”, tenha a língua domada e a boca guardiã. Não seja daqueles que o que fala não se escreve e o que escreve não se fala...

 

Dose a intensidade da voz, dê fluência às palavras em consonância com o raciocínio, de forma construtiva, que enalteçam qualidades, virtudes e transmitam paz. Faça suas palavras impactar. Evite termos chulos, frases capciosas e abordagens fora do tema.

 

Se você for de falar pouco, fale em bom-som, com embasamento, transmitindo o fato ou a ideia com nitidez. O que é importa não é o quanto se fala, mas o que se fala. E a boa palavra constrói, une ideais, aproxima pessoas heterogêneas em projetos homogêneos. Todos se entendem em harmonia, no bojo de um só objetivo.

 

Não fale o que não sabe, não afirme o que não tem certeza, não diga conhecer o que desconhece. Preserve-se. Você pode ser contestado, suas teses derrubadas e entrar numa “saia justa”. Faça com que, ao o ouvirem, silenciem e deem atenção ao que diz. Entenda que as boas palavras plantam as vigas sólidas da amistosidade e erguem o vistoso edifício da evolução pessoal.

 

A palavra certa na hora certa tem força contundente e eficiência imediata. Dizer o que deve ser dito – e ouvido -, provoca reflexões e concordâncias. Para impactar plateias nas suas falas, tenha em mente, antes, a palavra certa. Assim você será ouvido, compreendido e aplaudido.

 

Prof. Inácio Dantas

Do livro “Você, líder do seu sucesso!”

www.agbook.com.br

 

 
 

 

 

 
 
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner pedrão 2018
Banner Einstein
Rose Bueno Acessórios
Banner Mirante
Banner emprego
Bassani
banner vende apartamento II
Banner violência se limite