outubro rosa

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Cartas do Leitor
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Dia 27 de junho, “Dia Nacional do Progresso”
  Data/Hora: 21.jun.2021 - 17h 56 - Colunista: Inácio Dantas  
 
 
clique para ampliar

Por Inácio Dantas, 

 

Você, peça central da máquina do progresso próprio.

É momento de “Ordem, Trabalho e Progresso”. As dificuldades impostas pela pandemia devem ser superadas com estratégias que resultem na proteção da saúde, continuidade da vida e subsistência. Algumas considerações para reflexão:

 

1.Evolução na carreira escolhida.

O mundo é uma máquina fantástica a produzir novidades, a transformar coisas e lapidar pessoas. É um processo cíclico, onde destrói-se e reconstrói-se, inventa-se e reinventa-se... O que é hoje, amanhã “já era” ou então se reciclou nos laboratórios da modernidade. Nessa roda-viva contínua, a todo instante novos profissionais despontam em todas as áreas e setores da economia em busca de trabalho – e de sucesso.

 

Esse é o mundo que vivemos. Você respira o oxigênio de um novo tempo. E, obviamente, é um dente dessa engrenagem bem azeitada, máquina que não para de girar e produzir riquezas.

Porém, há um quesito a avaliar: não basta você ser “mais um”. Há que ser aquele” que diz o que fazer e não que ouve o que é para ser feito”. Sim, você detém a pedra-filosofal da decisão, pois dita as ordens e coordena os trabalhos. Por isso não permita, em sua mente, haver mais interrogações que exclamações. É importante estar sempre conectado com as artes, ciências, novos produtos e serviços, tecnologia de ponta... Para isso aja, interaja, participe e seja aquele que projeta a máquina e não o que aperta os botões.

 

2.Potencial profissional.

A partir do momento que você considera que está na profissão certa, que é hábil e talentoso no que faz, que tem vivência e competência e que é importante no time da sua corporação, é certo pôr em prática esse potencial realizador gerando obras com excelência. A ideia de “produzir na exatidão do lhe pagam” está ultrapassada e não deve fazer parte do seu modo de ser. Sim, os paradigmas mundiais mudaram, há que extrapolar os feitos. Você deve exceder seu potencial, seja em quantidade ou qualidade, e a avaliação virá na esteira da meritocracia. Logo, o quantum irão lhe pagar será consequência.

 

3.Você, “o profissional certo na função e no local certo”.

Com a união da habilidade e o bom ferramental obtém-se a simbiose da perfeição da mão-de-obra. É nesse estágio que se produzem obras-primas e best-sellers. Imagine, ao contrário, um bisturi nas mãos de um carpinteiro, ou um mecânico de carros tentando uns passos de balé clássico...

 

4.Ao encontro do progresso.

Decodificar o mapa do tesouro para chegar ao baú das riquezas é um esforço que você empreenderá todos os dias. Porém, é imprescindível que a história desse esforço seja escrita com a tinta dos bons métodos, atitudes e comprometimento com o logotipo da empresa que defende e com os símbolos nobres da sociedade.

 

5.Reflexão.

Toda máquina para funcionar com perfeição há que ter todas as peças funcionando sincronicamente. A máquina são os negócios, os empreendimentos, fazedores do progresso, e você a peça central, o operador que irá transformar barras de aço em lingotes de ouro.

 

Inácio Dantas

Do livro “Você, Líder do seu Sucesso!” – www.agbook.com.br

 

 
 

 

 

 
 
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner emprego
Banner Einstein
Rose Bueno Acessórios
Banner violência se limite
Banner pedrão 2018
Banner Mirante
Bassani