banner coronavírus março

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Cartas do Leitor
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
600 mil mortes evitáveis
  Data/Hora: 8.out.2021 - 20h 30 - Colunista: Cultura  
 
 
clique para ampliar

Por Mario Eugenio Saturno, 

 

Estamos atingindo mais um número inacreditável de mortes nesta pandemia, são 600 mil mortes por Covid-19, que precisa ser frisado, mortes evitáveis! Evitáveis como foi feito por China Itália, Espanha, Alemanha, Israel, Nova Zelândia... Através de "lockdown", distanciamento, medidas de higiene, como uso do álcool em gel.

 

Em janeiro, a vacinação começou mesmo no Brasil, com a CoronaVac e, a partir de abril, com a AstraZeneca. O pico de mortes aconteceu em 12 de abril, com 3.124 mortes na média de sete dias, a partir daí, o número de mortes começou a cair até 10 de setembro último com 454 mortes na média. Neste período, a cepa dominante era a de Manaus, chamada de p1 e, posteriormente, Gama.

 

Há pouco mais de dois meses, a mutante Delta chegou ao Brasil, dominando no Rio de Janeiro e invertendo a queda de mortes ali no dia 17 de agosto. Agora precisamos interpretar os dados: as vacinas protegem contra a variante Gama e já sabemos que a Pfizer e a AstraZeneca tem menor eficiência contra a mutante Delta, o que provavelmente está acontecendo é que as vacinas estão vencendo a Gama, mas perdendo da Delta. No Estado de São Paulo, a inversão aconteceu no dia 8 de setembro.

 

No dia 23 de setembro último, foi divulgado que a variante Delta já causou 95,2% dos casos de covid-19 na cidade de São Paulo e 4,06% pela variante Gama, segundo estudo feito pelo Instituto de Medicina Tropical e pelo Instituto Adolfo Lutz. A análise foi feita a partir do sequenciamento do vírus em novos casos, durante a última semana de setembro, quando foram detectados 573 infectados com a variante delta.

 

No estado de São Paulo, são 5.438 casos do coronavírus, sendo que 55,6% (3.027 casos confirmados) são da variante delta, 43,4% (2.362 casos) são da variante gama, restando ainda as variantes Beta (3 casos) e Alfa (46 casos).

 

Vemos nos EUA que a Delta mata os que não estão completamente vacinados, ou seja, apenas uma dose de Pfizer não protege adequadamente. Tem a mesma proteção que a CoronaVac observada no Brasil (é um grave erro comparar CoronaVac com AstraZeneca no Brasil, pois esta só começou a vacinar mesmo em abril, assim devemos comparar vacinas no mesmo efeito temporal).

 

Os senadores da CPI da Covid-19 receberam o documento “Orientações do Ministério da Saúde para manuseio medicamentoso precoce de pacientes com diagnóstico da Covid-19”, que revela o uso de cloroquina e outras drogas ineficazes no tratamento de infectados pela Covid-19, inclusindo crianças.

 

Além deste absurdo, a passagem do general Pazuello no Ministério da Saúde ainda foi marcada por desperdício de medicamentos, foram mais de 25 toneladas de vacina pentavalente e quase 4 toneladas de vacina tríplice vencidas, ou R$ 21 milhões desperdiçados. E ainda 66 doses de um medicamento de alto custo desapareceram que custa mais de R$ 12 mil a dose. Não acabou, também sumiram 336 respiradores, que custaram mais de R$ 18 milhões.

 

Esses são os exemplos da lisura do governo autodeclarado honestíssimo e da negligência por mortes evitáveis deste governo antipatriota e homicida.

 

Mario Eugenio Saturno (cientecfan.blogspot. com) é Tecnologista Sênior do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e congregado mariano.

 

 
 

 

 

 
 
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner emprego
Banner violência se limite
Bassani
Banner Mirante
Rose Bueno Acessórios
Banner pedrão 2018
Banner Einstein