banner dengue SMI

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Cartas do Leitor
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Paz..., somente a paz nos satisfaz! A guerra entre Rússia e Ucrânia e o poder destrutivo que o ego exerce no ser humano...
  Data/Hora: 22.mar.2022 - 5h 39 - Colunista: João Maria  
 
 
clique para ampliar

O que está acontecendo com a humanidade? Que educação é essa que colocou toda a sua energia no desenvolvimento de tecnologias voltadas para o TER? Como fomos esquecer o SER? Como fomos esquecer a FILOSOFIA, essa luz que nos leva a SABEDORIA?

 

Como não se compadecer diante de tanta destruição, diante da morte de tantas e tantas crianças, jovens, adultos e velhos que nada tem a ver com esse conflito?

 

Ao ver certos comentários sobre essa guerra, eu me pergunto: Que jornalismo é esse que afirma: “...nessa guerra, Putin só tem um caminho a percorrer – vencer e vencer”; e Zelensky só tem um caminho a percorrer – vencer ou morrer”. Como escrever e ainda publicar tamanha estupidez?

 

O que estamos vendo nesta guerra, é o que já pregava o Mestre, quando esteve nos visitando por aqui há mais de 2000 anos. “O Reino de Deus está dentro de você”. Ou seja, uma vida profícua e feliz não está lá fora, mas dentro de cada um de nós. O nosso grande problema é como superar essa consciência egocêntrica que existe dentro de nós e que não deixa a nossa alma respirar e demonstrar o que existe de mais belo no ser humano.

 

Me lembro que no segundo dia dessa guerra que hoje já chega ao seu 27º dia, circulou nas redes sociais um vídeo onde um soldado russo, filmava o disparo de dezenas de mísseis em sequência contra a Ucrânia, com um enorme sorriso de satisfação no rosto. Pelo visto, ninguém lhe ensinou que "cada ação provoca uma reação” – ou seja – depois desse sorriso de satisfação – assim como dois mais dois são quatro – em questão de dias, horas, semanas ou meses, também terá de provar o outro lado dessa provocação.

 

O que houve com o ser humano? Como alguém armado até os dentes com armas de destruição em massa ao alcance da mão, pode estar ali comandando sem o mínimo de consideração com a vida das pessoas?

 

No rosto daquele soldado estava o retrato de uma má formação educacional. Acredito que nunca alguém disse a ele “que somos todos irmãos e a nossa grande missão por aqui é a busca pela evolução”.

 

Acredito que nunca alguém disse a ele que precisamos limpar a nossa consciência dos pensamentos e hábitos nocivos e destrutivos do ego e deixar que a sua alma que faz o contato com essa Consciência Cósmica Universal, possa nos trazer um novo discernimento e novas percepções. Quando isso acontecer começará a ver as coisas de maneira diferente e agir de modo diferente, também”.

 

Por que faço essas ponderações? A verdade é que esse conflito que parece que está lá, já está por aqui e afetando a vida de todos nós de alguma forma. Quem tem o mínimo de sensibilidade humana, duvido que consiga dormir em paz, sabendo que milhares de mães desesperadas estão deixando para trás os seus lares e partindo só com a roupa do corpo e com seus filhos no colo ou ao alcance dos seus olhos, fugindo desesperadas, passando fome e frio em busca de um lugar seguro.

 

Será que durante a sua formação, Putin e Zelenski, ouviram dos seus professores que as virtudes do homem de caráter são: “a fortaleza, o conhecimento de Deus, o domínio próprio, a perseverança, a piedade, a fraternidade e o amor”, como nos ensina, Platão?

 

Será que os seus assessores mais próximos, pelo menos uma vez por semana, lembram os seus chefes que “esses são hábitos capazes de levar alguém à excelência, ao que há de melhor na condição humana?”

 

Prometemos para ontem, fixar um banner no centro, pedindo paz. O material não ficou pronto ontem e isso deve acontecer hoje. O que estamos procurando mostrar?

 

O que estamos tentando demonstrar na prática nada mais é do que o PODER DA PALAVRA – o poder DAS AÇÕES ALTRUÍSTAS PARA O BEM DA HUMANIDADE.

 

Estamos tentando mostrar que os hábitos virtuosos é que nos leva a PAZ, "a JUSTIÇA e podemos encontra-los através da persistência, do otimismo, da humildade, da bondade, da compaixão, da empatia, do perdão, da honestidade, da disciplina e a coragem".

 

Para finalizar, lembramos os ensinamentos de Aristóteles: “o bem do homem vem a ser uma atividade da alma de conformidade com a virtude, sendo a virtude em resumo a ‘posição intermediária’ que é a excelência no caráter”.

 

Segundo o filósofo, “a coragem é uma virtude que fica entre os dois extremos, a imprudência (muito) e a covardia (pouco). “Aquele que é corajoso, não se arrisca sem motivo, mas também não fica estagnado pelo seu medo”.

 

 

 
 

 

 

 
 
Deixe seu comentário!
 
 
 
Rose Bueno Acessórios
Banner pedrão 2018
Bassani
Banner Einstein
Banner emprego
Banner violência se limite
Banner Mirante