Banner dengue 2021

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Cartas do Leitor
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
MOBILIZAÇÃO REGIONAL: Com Itaipu, educadores ambientais da BP3 traçam metas pós Rio+20
  Data/Hora: 7.ago.2012 - 8h 8 - Categoria: Lindeiros  
 
 
clique para ampliar

Os encontros setoriais contribuíram para o aprofundamento da validação dos desafios e estratégias da educação ambiental para o “nosso pedaço”

 

Ciliany Perdoná

 

Avaliar as ações desenvolvidas, mas principalmente traçar as metas de sustentabilidade pós Conferência Rio+20, foram à tônica dos encontros setoriais realizados com os educadores ambientais dos 29 municípios da Bacia do Paraná, parte três, nos dias 20 de julho em Santa Tereza do Oeste, 27 em Pato Bragado e, no dia 3 de agosto em Missal.

 

Grupo de dança de Missal encantou com sua apresentação: resgate das tradições

 

De forma dinâmica e interativa, os participantes (divididos de acordo com seus núcleos), tiveram a oportunidade de ouvir o relato das pessoas que estiveram na Conferência das Nações Unidas Sobre Sustentabilidade, a partir da formação de mesas de diálogos, bem como participar da dinâmica em grupos, com a leitura do documento oficial da Rio+20.

 

Após as mesas de diálogos, os participantes traçaram metas de ações para a BP3

 

De acordo com a coordenadora dos encontros e gerente de Educação Ambiental da Itaipu, Leila Alberton, as diretrizes delineadas no documento oficial serão adaptadas à realidade local e deverão nortear a definição de metas que serão colocadas em prática na região. “Os encontros foram muito positivos pelo fato de pararmos e aprofundarmos os temas trabalhados. Conseguimos avaliar em conjunto todas as ações, mas principalmente, elencamos as necessidades e pontuamos o que podemos avançar ainda mais”.

 

A “Colcha de Compromissos” da BP3 esteve presente em todos os momentos: símbolo do comprometimento

 

Ela citou a colcha de retalhos, construída a partir dos sonhos e desejos dos moradores da região, como o ponto forte de representatividade da bacia na Rio+20. “Sem dúvida alguma foi um dos símbolos mais marcantes, em vários momentos. A nossa colcha representa união, força e o comprometimento de um povo que sabe fazer a diferença”, avaliou.

 

Nelton Friedrich: “Nas 44 participações do Programa Cultivando Água Boa na Rio+20, cada um dos moradores da BP3 esteve representado”

 

Presente em todos os encontros, o diretor de Coordenação e Meio Ambiente da Itaipu, Nelton Friedrich, cumpriu o papel de amarração dos temas que compuseram as questões ligadas ao resultado da conferência, bem como a avaliação da participação do Programa Cultivando Água Boa em 44 momentos na Rio+20. “Nós cantamos a nossa aldeia, nós cantamos a BP3 na Rio+20”, disse Friedrich ao destacar a relevante representatividade dos moradores da região no evento. “Cumprimos o nosso papel e voltamos para casa com uma missão ainda mais latente: a de continuarmos sendo os protagonistas da nossa história, em cada município”.

 

Mesa de diálogos foi uma das atividades de interação pós Rio+20. Na foto, a agrônoma Liziane Kadine, da Itaipu abordando a agricultura sustentável

 

O coordenador da Rede de Educação Ambiental Linha Ecológica, Mauri Schneider avalia a pós Rio+20 como um momento de reflexão necessário para que novos projetos ganhem vida. “Voltamos repletos de desafios e estratégias que certamente colocaremos em prática”.

 

Diálogos

Entre os convidados que fizeram parte das mesas de diálogos e compartilharam as impressões obtidas na Rio+20, esteve Fabiano Carlos Cassimiro, de Nova Santa Rosa, integrante do movimento “Juventude Teia dos Sonhos”.

 

Segundo ele, a participação dos jovens resultou na produção de um relatório de 33 páginas, contendo avaliações e iniciativas que serão colocadas em prática na região. “Uma das metas é fortalecer o nosso movimento e fazer com que os jovens da cidade e do campo valorizem o seu espaço e permaneçam de maneira criativa, atuando em seus municípios”.

 

A gestora de educação ambiental e coordenadora da Sala Verde Ecovida de Medianeira, Lusiani Zanuzo, de Medianeira, esteve presente em vários momentos da Rio+20, e chegou a conclusão de que o evento não pode ser considerado um ponto de chegada, mas um momento de construção. Dentro do calendário de atividades, ela destaca a participação no evento Mesa de Experiências Exitosas da BP3. “Esse momento foi muito importante pelo fato de podermos mostrar nossas experiências, compartilhar”.

 

Da equipe da binacional, participaram da mesa, o coordenador do projeto Coleta Solidária, Luiz Carlos Matinc, que abordou a participação efetiva do Movimento Nacional dos Catadores, bem como a atuação dos 22 catadores do Paraná nos diálogos e debates da categoria. A engenheira agrônoma, Liziane Kadine também fez parte dos encontros e falou sobre os trabalhos direcionados à agricultura familiar e orgânica realizados por Itaipu, que foram apresentados na Rio+20.

 

O coordenador do projeto de Plantas Medicinais do Programa Cultivando Água Boa, Altevir Zardinello, focou no trabalho com as plantas medicinais. Os trabalhos desenvolvidos na região da BP3 ficaram expostos no Pier Mauá, atraindo a atenção de milhares de visitantes. “Deixamos o nosso recado e fomos reconhecidos como referência”, disse Zardinello.

 

Prefeitos

 

A prefeita Normilda de Pato Bragado é uma entusiasta das ações. “Orgulho de fazer parte dessa grande mobilização regional”

 

A prefeita de Pato Bragado e presidente do Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu, Normilda Koehler, acompanhou a abertura do encontro em seu município. “Sou professora de carreira e sei o quanto é importante estarmos envolvidos em causas importantes como a preservação do meio ambiente. A Itaipu desempenha um brilhante trabalho em nossa região e, certamente, somos parceiros em todas as ações”.

 

Em Missal, os educadores ambientais foram recepcionados com apresentação artística do grupo de dança folclórica alemã. O prefeito Adilto Ferrari esteve presente para dar as boas-vindas aos participantes e de ressaltou que o município estará sempre pronto a contribuir para o incremento das ações que permeiam o Programa Cultivando Água Boa.

 

 
 

 

 

 
 
Deixe seu comentário!
 
 
 
Bassani
Banner emprego
Banner pedrão 2018
Banner Mirante
Rose Bueno Acessórios
Banner Einstein
Banner violência se limite