Prefeito é suspeito de comprar terras

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Crônica Esportiva sobre o último lance do jogo de ontem na AABB, envolvendo uma mão e a sua correlação com a Ética, a Decência e a Transparência...
  Data/Hora: 18.mai.2017 - 9h 5 - Colunista: João Maria  
 
 
clique para ampliar

Calma Pessoal! Com relação ao jogo de ontem, o resultado está com o Departamento Jurídico... O goleiro Leo, que é a testemunha chave deste episódio, pois estava a menos de 20 centímetros do lance, entrou com um pedido junto ao Departamento Esportivo da AABB, solicitando que esta jogada seja anulada.

 

Entenda: Se não bastasse a confissão do centroavante Nei, que de joelho e de mãos postas para o céu na comemoração, logo após a marcação, confessou que realmente dominou a bola com a mão antes de tocar para o gol, dizendo em alto e bom som? "Obrigado Dieguito Maradona por ter me ensinado essa malandragem esportiva", na sequência tivemos um agravante mais grave ainda. Não houve mais o jogo. Liderados pelo Capitão Willians, o time se retirou de campo, comemorando uma vitória inexistente, pois o placar até aquele momento estava em 10x10...

                       

No mais, é só aguardar, o Tribunal, liderado pela Presidente Regina Minosso Panatta e assessorada pelo desportista Douglas, se pronunciar com a marcação desse julgamento...

 

Como sou o atleta mais novo em atividade nessa partida, por ter deletado 50 anos daquela fase onde a existência/experiência já se sedimentou e se tornou CONSCIÊNCIA, estando por tanto com apenas 12 anos de idade, ou seja, com o coração e a alma esportiva despida de qualquer tipo de falsas influências, assim como as nossas CRIANÇAS, estou reivindicando a relatoria deste caso.

 

E caso, me seja concebida essa honrosa MISSÃO, posso adiantar que no meu relatório estarei anulando esse lance que desencadeou toda esta situação e dando uma punição de 24 horas sem poder manter contato com a “BOLA”, essa esfera maravilhosa que nos faz sentir o dono do mundo quando conseguimos dominá-la com estilo e perfeição, ao atleta Nei, por tentar colocar essa INOCENTE esfera global em situação de vulnerabilidade moral/consciencial/esportiva... Por favor, tenham paciência...

                      

Vejam VOCÊS a importância deste julgamento, mesmo aparentemente representando ser apenas um “lance” esportivo. O objetivo é demonstrar que por detrás de um lance como esse poderá estar um GRANDE golpe que poderá desaguar na situação em que o nosso país se encontra hoje...

 

Explico: Apenas num só “lance”, o presidente interino e sem voto Temer foi gravado pelos empreiteiros/embusteiros da OAS, autorizando uma propina de R$ 500.000,00 semanais para ser repassada ao então, presidente do Congresso, Eduardo Cunha para comprar o seu silêncio na cadeia e não fazer, ou mentir numa possível delação premiada.

 

Dá para entender o que um simples "lance" pode acarretar na vida das pessoas e de um País?                        

 

O "lance" do Dieguito Maradona naquela ocasião, que inspirou o nosso garoto bom de bola e dono de uma conduta exemplar, o centro avante Nei, resultou naquela época num título de Copa do Mundo, que entrou para a história como uma das maiores fraudes esportiva de todos os tempos...

 

 

A diferença é que: naquele lance, o Maradona não só escondeu a mão e saiu comemorando o gol surrupiado indevidamente demonstrando que se preciso fosse mandaria cortar o seu próprio braço para provar que ele não a tinha – é que nesse o nosso amigo Ney tratou logo de confessar, fazendo a meia culpa de que o braço estava encostado ao corpo...

 

O lance do corrupto golpista Temer, por exemplo, que mancomunado com os seus asseclas do Congresso Nacional resultou no Impeachment da Presidente Dilma e na tentativa de confisco dos direitos de milhares de trabalhadores através dessa reforma da Previdência e das Leis Trabalhistas, feitas as pressa e com o objetivo de agradar a classe dominante, sem se importar com a vida dos que estão sendo afetados, menos a dele é claro, que já tem os seus direitos/entreguistas e golpistas assegurados, com esse, é gritante, mesmo assim, semelhantes...

                          

É por essas e outras, que a acredito que a Presidente Regina, que é bom que se diga vem realizando um trabalho exemplar junto a AABB, com lisura, transparência e um dinamismo digno de quem gosta e aposta no que faz, ao rever os lances de ontem deste jogo, cujas imagens estão armazenadas na consciência de todos os atletas que lá estiveram jogando e que são as reais testemunhas deste caso, deverá dar o seu parecer e baixar um Edital dizendo: "Aqui não meu caro amigo Nei"...

                       

Ao colocar num só lance o valor da propina no patamar de R$ 500.000,00, o corrupto/impostor/sem voto Temer para comprar o silêncio do Réu prezo, conhecido entre o jargão policial como o meliante Eduardo Cunha, ele quase nos fez retroceder 100 anos na história.

 

Ao colocar a mão na bola ontem, o nosso amigo Ney tirou o sorriso do rosto do nosso amigo André, que no final do jogo se lamentava e protestava aos prantos contra o lance...

 

Não poderia deixar de mencionar aqui nesta CRÔNICA ESPORTIVA e bem humorada resenha, o dinamismo e o belo futebol que demonstrou ontem o professor Magenis... O guri estava sobrando no final do jogo e marcou quatro golaços chegando de trás e batendo de primeira.

 

Um dos gols, inclusive, eu poderia ter cortado de cabeça e só não o fiz para não tirar do seu rosto o brilho de felicidade que ele demonstrou quando bateu na bola. Parecia um garotinho que tinha acabado de ganhar dos pais o seu primeiro presente – aquela bicicleta dos seus sonhos com as quais imagina conquistar o mundo e alcançar a definitiva liberdade... Foi sensacional. Me deve essa professor e de antemão já posso lhe assegurar que irei repassar essa crônica para a Direção do Santos ou do Barsa...

 

Para finalizar, devo dizer que o centroavante Nei, poderá ser inocentado neste caso pelo RELATOR, caso se disponha a encampar uma CAMPANHA para comprarmos um Agasalho de Goleiro, uma luva, uma cotoveleira e um tênis de suíço para o nosso Goleiro Léo, que é bom que se diga, fez defesas sensacionais ontem...

 

Ele merece... Eu já me disponho em contribuir com a importância de R$ 50.00, ou melhor, o tênis de suíço eu arrumo. Não é que vou comprar um novo, vou dar o meu para ele que tem apenas 60 dias de uso – explico – é que com esse tênis vai junto uma nobre bagagem de experiência e como ele gosta de jogar também com os pés, estará com a metade do caminho percorrido. (...)

 

Com a entrega desse tênis, isso não quer dizer que eu estou encerrando a minha carreira de atleta, muito pelo contrário, minha intenção é se aperfeiçoar e evoluir sempre pelo menos mais uns 50 anos... O fato é que eu tenho outra, um pouco mais velha, mas que ainda quebra o galho e dá para usá-la por mais uns meses até que eu consiga outra.

 

Caso alguém ache que eu tenha passado dos limites nessa resenha, as minhas sinceras desculpas, caso alguém não goste de política, por exemplo que entrou nesse contexto para emoldurar o texto, eu diria que Platão estava certíssimo quando dizia:

 

“Não há nada de errado com quem não gosta de política. Simplesmente serão governados pelos que gostam”.

 

Aliás, o filósofo grego Aristóteles que foi aluno de Platão, já afirmava há mais de 300 anos antes de Cristo, praticamente o mesmo em afirmar: “viver é um acontecimento político”.

 

“A política está presente no cotidiano de todos e se alargando em todas as relações sociais e econômicas”,  ressaltava -   “a política é a ciência da felicidade humana”, concluía.

 

 

Séculos depois, retificando e reforçando as palavras de Aristóteles, o gênio São Tomás de Aquino também dizia: “A política é a arte de formar homens e administrar visando o bem comum.”

 

O filósofo Platão, que foi professor de Aristóteles, advertia o coletivo social com pérolas como essa: “Não há nada de errado com quem não gosta de política. Simplesmente serão governados pelos que gostam.”

 

João Maria Teixeira da Silva

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner Abraços
Banner lixamento
Bassani
Pesqueiro das Irmãs
Otica PetriU
Auditoria da Dívida Publica
comercial advogado
Banner esporte é vida
Rose Bueno Acessórios
Alquimia