Banner Cema

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Comissão detalha operacionalização de “usinas de asfalto” nos municípios lindeiros ao Lago de Itaipu
  Data/Hora: 6.set.2018 - 5h 47 - Categoria: Lindeiros  
 
 
clique para ampliar

O Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu tem duas comissões ativas que estão trabalhando na implantação das conhecidas ‘usinas de asfalto. Por intermédio de convênio com a Itaipu Binacional serão adquiridos dois “kits asfálticos”, destinados a atender 13 municípios da região lindeira. A previsão é que haja um investimento de aproximadamente R$4,4 milhões.

 

Da Assessoria - Nesta quarta-feira (05), a comissão de aquisição de insumos e operacionalização se reunião para definir os detalhes sobre o funcionamento das usinas, como serão operacionalizadas e como será feita a aquisição dos produtos utilizados para o asfaltamento.

 

 

“As duas comissões trabalham no intuito de alinhar as tratativas. Os pedidos para a compra dos kits foram assinados no início de agosto”, frisa a presidente do Conselho dos Lindeiros, Cleci Loffi.

 

Para a compra dos kits a comissão teve como integrantes os municípios de Guaíra, Marechal Cândido Rondon e Mercedes. O estudo da operacionalização e aquisição de insumos para usinas asfálticas, conta com uma segunda comissão composta por Guaíra, Itaipulândia e Santa Helena.

 

O convênio prevê o asfaltamento de 84km de estradas rurais, onde já há calçamento, no período de 3 anos, nos 13 municípios. “Os estudos irão indicar a melhor maneira de desenvolver o projeto”, frisa o membro da comissão de aquisição de insumos e operacionalização, Edson Wamms.

 

Os municípios investirão mais R$4,4 milhões para a execução das obras, segundo Wamms. “Deve-se mandar, aos gestores municipais, um pedido de convênio”. “Cada município fica responsável pelos projetos e fiscalização dos serviços”, observa. “O Conselho dos Lindeiros contratará uma empresa que ficará responsável por toda a operacionalização como execução e mão de obra”, conclui.

 

Exemplos foram buscados junto a outros consórcios, caso do Consórcio Público Intermunicipal de Inovação e Desenvolvimento do Estado do Paraná (Cindepar). O que pode ser constatado, conforme Edson Wamms, é que o preço será inferior ao que geralmente é contratado, fator que contribuirá para a execução das obras de asfaltamento no interior, ou seja, nas estradas rurais, com maior economia.

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Bassani
Rose Bueno Acessórios
Auditoria da Dívida Publica
Alquimia
Otica PetriU
Cerâmica Zanoni
Banner Marlene
Banner Carl Hart
Transmorgan
Banner Juvenal