Banner jessica de jesus

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
No melhor novembro da história, Itaipu supera a marca de 9 milhões de MWh
  Data/Hora: 2.dez.2018 - 12h 4 - Categoria: Itaipu Binacional  
 
 
clique para ampliar

É a primeira vez que a usina brasileira e paraguaia supera essa marca em um mês de 30 dias, nos 34 anos de operação da hidrelétrica.

 

Da Assessoria - fotos: Alexandre Marchetti/Itaipu Binacional. Pela primeira vez na história, a usina de Itaipu conseguiu contribuir com mais de 9 milhões de MWh num mês corrido de 30 dias, em 34 anos e meio, desde o início de operação da hidrelétrica. No melhor novembro do ranking histórico, a geração chegou a 9,28 milhões de megawatts-hora (MWh). Toda essa produção daria para atender uma cidade como São Paulo por quatro meses.

 

Do início do ano até agora, Itaipu produziu 88,47 milhões de MWh. A produtividade e o desempenho operacional registram números surpreendentes. O índice de disponibilidade das unidades geradoras chegou a 97,97%. A indisponibilidade forçada, índice que mede a impossibilidade das unidades geradoras produzirem por falha de equipamento ou humana, foi de apenas 0,09%. Já a produtividade medida pelo fator de capacidade operativa, índice que mede o aproveitamento da água do Rio Paraná que passou pela usina e efetivamente gerou energia, foi de 99,2%.

 

Até agora, a produção parcial da usina de Itaipu em 2018 daria para atender o Brasil por dois meses e oito dias ou, ainda, a cidade de São Paulo, por três anos e três meses.

 

Quando comparada com a geração eólica (energia dos ventos), embora essa fonte seja uma das mais promissoras e que mais cresceu nos últimos anos, a produção de Itaipu em 2018 representa o dobro de toda a geração somada de todo o parque eólico do Brasil neste ano. De janeiro até novembro deste ano as eólicas tiveram uma produção da ordem de 42,4 milhões de MWh, ante 88,47 milhões de MWh da Itaipu.

 

O diretor técnico executivo, Mauro Corbellini, explica que, em meio a um ano atípico, “com uma produção elevada no início do ano e depois com algumas oscilações, ora por redução na disponibilidade de água, ora por restrições na demanda, a Itaipu e seus parceiros como Eletrobras, ANDE, ONS, Furnas e Copel fizeram o seu melhor para colocar 2018 entre os cinco mais produtivos do histórico”.

 

Ele diz ainda que 2018 tem chances de ficar entre o quarto e sexto melhores anos de produção da usina. “Para isso, seguiremos com a mesma dedicação neste mês de dezembro que se inicia.”

 

Em novembro, Itaipu chegou à marca de 2,6 bilhões de MWh de produção acumulada, desde maio de 1984, início da operação – energia suficiente para atender o mundo inteiro por 42 dias.

 

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,6 bilhões de MWh. Em 2016, a usina brasileira e paraguaia retomou o recorde mundial anual de geração de energia, com a marca de 103.098.366 MWh. Em 2017, a hidrelétrica foi responsável pelo abastecimento de 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 86,4% do Paraguai. 

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner guilherme almeida
banner vende apartamento II
Bassani
Banner Banda Show
Otica PetriU
Rose Bueno Acessórios
banner vende capeletti
Banner pedrão