Banner Campanha maio de 2019

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Respeito às diferenças
  Data/Hora: 6.mar.2019 - 15h 24 - Colunista: Cultura  
 
 
clique para ampliar

O que pode ser bom para um pode ser ruim para outro. Quando submetemos dois produtos a uma mesma experiência podemos ter resultados diferentes e até opostos. Observe o ovo e da batata, coloque os dois para cozinhar e veja que o ovo que era mole fica duro e a batata que era dura fica mole. Pois assim são as pessoas, também podem passar pela mesma experiência com resultados diferentes e até opostos, uns se fortalecem e outros se fragilizam.

 

Hoje se enfoca o respeito às diferenças de gênero, raça e religião. No entanto igualmente importantes são as diferenças de sensibilidade, preferencias, aptidões, forma pensar, ser e viver, ou seja, do ser humano em seu universo de particularidades. E todos são igualmente necessários em uma sociedade, tanto precisamos dos que têm aptidões para as letras, como dos que têm aptidões para os números.   

 

Recentemente ouvi um psicólogo falar da importância das dificuldades para a formação de pessoas mais resistentes para enfrentar os desafios da vida. No entanto ouvi também um psiquiatra falando da depressão como resultado de dificuldades que o individuo não estava preparado para enfrentar. As dificuldades talvez sejam como um remédio que tanto mata como cura, tanto pode fortalecer como adoecer a pessoa. Portanto não brinque com a vida, RESPEITE, aceite o outro como ele é.

  

Respeite as diferenças entre todos. Entre os filhos, não os compare, eles são diferentes. Entre amigos, não espere que se comportem como você, eles são diferentes. Entre alunos, não queira que aprendam da mesma forma, eles são diferentes. Entre colegas de trabalho, eles não produzem no mesmo ritmo, são diferentes. Entre seus amores, eles não se expressam e nem te compreendem da mesma forma, são diferentes. Somos diferentes cada um com sua natureza, em seu caminho, no seu tempo. RESPEITE.

      

A falta do respeito adoece a alma. A depressão ainda é considerada a doença do século e continua matando. A pessoa perde o prazer de viver, é a doença do sofrimento, desencadeada por um ou diversos motivos, inclusive pelas exigências e dificuldades, quando não se respeita os limites do ser. O excesso de “não” pode trazer consequências mais prejudiciais que o “sim” na educação, pois reprime, baixa da autoestima minando a força da pessoa para enfrentar as dificuldades da vida.   

 

Portanto tenha mais medo do “não” que do “sim”, tenha mais medo que falte amor para o seu filho que sobre, tenha mais medo da timidez dele que do atrevimento, tenha mais medo do silêncio que do barulho, tenha mais medo de vê-lo triste que feliz. E acredite  amor e respeito é como saúde, nunca é demais, o problema é quando falta.

 

Rosita Capelo Fonteles

rosita_fonteles@hotmail.com

06/03/2019

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
banner vende apartamento II
Banner Reforma da Previdência
Banner Bertold Brecher
Rose Bueno Acessórios
Banner conar
Banner as cidades tem alma
Banner Bolsonaro
Banner brasil
Banner Mirante
Bassani