Vende-se apartamento no centro

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Vídeo gravado na sala de Licitação da Prefeitura de Matelândia nos dá uma aula de transparência e demonstra que esse deveria ser o MODELO PADRÃO em todas as cidades...
  Data/Hora: 6.jun.2019 - 16h 33 - Colunista: João Maria  
 
 
clique para ampliar

Ao tentar participar de uma licitação (tomada de preços 004/2019) junto a Prefeitura de Matelândia, um empresário do ramo da construção civil da nossa região, se mandou mais cedo da sala de licitação e possivelmente pode responder na Justiça por “falsificação ideológica e fraude em licitação”.

 

Com a sala cheia de representantes de empresas da região que tinha se habilitado para participar do certame – logo na verificação do primeiro envelope, o “pregoeiro” foi direto ao ponto. “Pessoal, vou ter que suspender o processo licitatório por alguns minutos, tendo em vista que essa empresa está apresentando uma Certidão que não corresponde com o que consta no Cartão do CNPJ que acabo de consultar. Ele apresenta uma Certidão cujo capital da empresa é de R$ 200.000,00. E acontece que ao verificar na origem encontrei no CNPJ da empresa a mesma Certidão com o mesmo número, só que o valor do capital é de R$ 100.000,00”.

 

O representante da empresa que estava em frente à mesa, ponderou: “Não dá para retirar a documentação e o processo licitatório continuar sem a nossa participação?”, perguntou.

 

E o responsável, respondeu: “Infelizmente não dá, temos câmeras gravando tudo desde a abertura do processo e está sendo transmitido ao vivo pelo youtube. Temos que fazer todo o processo legal como manda a Lei. Vou suspender o processo por alguns minutos e consultar o Departamento Jurídico para nos orientar a respeito. Como funcionário público temos que cumprir com o nosso dever”.

 

Cerca de 10 minutos mais tarde voltou dizendo que a empresa estava desclassificada e que os documentos seriam remetidos para as autoridades de direito para dar sequência ao processo...  

 

O que me chamou a atenção nessa história e que nos serve de exemplo, principalmente para a nossa cidade é o jeito de como é feito o processo licitatório lá em Matelândia. Tudo gravado e retransmitido ao vivo em tempo real para que a população possa acompanhar e ajudar a fiscalizar o que se licita. Ou seja, o respeito que se tem pelo dinheiro público.

 

Fica para nós o belo exemplo da Prefeitura de Matelândia e uma perguntinha no ar – será que esse mesmo empresário não participou de outras licitações por aqui?

 

Junto a documentação consta uma Certidão Municipal assinada onde uma referida Prefeitura diz que o Capital da empresa é de R$ 200.000,00...

 

Será que ele usou uma Certidão falsificada nessa Prefeitura também?

 

Que tal o Ministério Público dar uma investigada?

 

 

  • Leci Minosso
    Leci Minosso Tem que investigar aqui também
    •  
  • Rita Ghelere
    Rita Ghelere Deveria ser assim em todos os lugares,talvez desta forma acabaria as vergonheiras que vemos por aí...
     
    Antonio Carlos Brandão
    Antonio Carlos Brandão Transparência e publicidade são pilares do direito administrativo. Cada vez mais a sociedade clama por atitudes nobres que protejam o erário público. Fica o exemplo, parabéns aos envolvidos.
     
  • Volmer Tschinkel
    Volmer Tschinkel Será que não uso a mesma estratégia por essas bandas
 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner Teori
Banner guilherme almeida
banner vende apartamento II
Banner Mirante
Banner Notre Dame
Banner militares
Banner Jorge amado
Banner Psicologia
Banner Bolsonaro
Otica PetriU