Vende-se apartamento no centro

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
A VOZ DOS BANQUEIROS
  Data/Hora: 2.set.2019 - 8h 55 - Categoria: Brasil  
 
 
clique para ampliar

Por Moisés Mendes, via redes sociais

 

Foto: Internet - Pedro Bial é o garoto-propaganda dos banqueiros. Agora há pouco apareceu no que chama de Papo Reto, no Fantástico, para dizer que as pessoas se endividam e perdem o sono por falta de educação financeira.


Não é pelo desemprego, pela destruição dos serviços públicos, pelo desalento e pela exploração capitalista predatória exercida pelos bancos com juros criminosos juros.


É muito cinismo tentar aplicar lição de moral aos endividados numa propaganda da Febraban, a federação dos bancos, disfarçada de jornalismo.


Bancos e financeiras sempre exploraram os sonhos, as demandas e as misérias humanas induzindo a um endividamento insustentável. É disso que vivem, da renegociação de dívidas que destroem famílias.


E a Globo mandou embora recentemente um jornalista que gravava vídeos dirigidos a funcionários dos bancos. O jornalista demitido falava para o público interno. 


Agredia muito menos os códigos de ética da profissão do que esse famoso que empresta sua reputação tentando colocar as culpas pelo endividamento impagável nos clientes dos bancos agiotas, principalmente nas pessoas pobres saqueadas pelo sistema financeiro no pior momento das suas vidas.

 
     
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner Teori
Bassani
Banner Notre Dame
Banner conar
Banner Psicologia
Banner Mães Fortes
banner vende apartamento II
Rose Bueno Acessórios
Otica PetriU
Banner guilherme almeida