Banner covid 2021

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Cartas do Leitor
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Como invadir a urna eletrônica
  Data/Hora: 22.dez.2020 - 14h 24 - Colunista: Cultura  
 
 
clique para ampliar

Por Mario Eugenio Saturno, 

 

Quando fui contratado pelo INPE em 1985, fui alocado na mesma divisão que os competentes tecnologistas que desenvolveram a urna eletrônica brasileira para acabar com a fraude do voto em papel. Tenho certeza que a urna eletrônica é inviolável hoje. Mas, desde 2004, eu defendo a volta da impressora porque (1) a eleição tem que ser verificável por um leigo e não por um especialista que saiba mais computação que eu.

 

A urna eletrônica sempre será inviolável? Todo sistema de segurança inspira a confiança dos tolos até ser penetrada. Quem já perdeu as chaves do carro ou da casa, fica extremamente decepcionado com a facilidade que um chaveiro abre a porta. A França construiu uma estrutura de defesa invencível contra a Alemanha, a Linha Maginot... Oras, se é impenetrável, desvie! Assim, a Alemanha invadiu a Polônia e, depois, a França. Atualmente, vemos sistemas de alarme e defesa sofisticados serem derrubados. E por que as urnas eletrônicas seriam diferentes?

 

Hoje, vemos os futuros tolos dizendo que é segura porque as urnas não estão na internet, o software pode ser auditado, antes de transmitir os votos há uma impressão da totalização dos votos que é mostrada aos fiscais dos partidos para fazer uma contagem paralela, etc.

 

E não estar na internet é razão para não ser infectado? Assim pensavam os cientistas que desenvolveram o sistema de centrífugas de enriquecimento de urânio do Irã. Os israelenses (2) criaram um vírus (na verdade, um worm) específico para atacar o sistema iraniano e que colocava as centrífugas funcionando ligeiramente acima do máximo, danificando-as. O software malicioso chegou por um pendrive.

 

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não entende nada de Computação, está repetindo o que lhe disseram os especialistas. Mal sabe ele que há um paradoxo referente ao sofware da urna eletrônica: (3) para ser auditável, tem que abrir todo o código, o que permitiria explorar fragilidades.

 

Eventualmente, algum worm vai infectar as urnas e alterar votos. De qualquer forma, são (4) as pessoas que fabricam as urnas e programam o software, quem garante que nenhum deles colocou uma “backdoor”? O ministro do TSE?

 

Porém, o que ninguém pensa é (5) na alteração dos componentes eletrônicos da urna, como a introdução de um wifi privado ou de memória extra e invisível dentro do chip do processador, por exemplo, para decretar o fim da tal segurança invencível da urna. Basta um funcionário corrupto na cadeia de produção para substituir o componente eletrônico.

 

A solução é voltar às origens, como na primeira urna eletrônica que imprimia o voto, permitia ao eleitor verificar o voto através de um vidro transparente e, depois, cortar e jogar automaticamente para dentro de um coletor lacrado. Até o presidente Bolsonaro conseguiu exprimir isso com uma rara eloquência.

 

Não será preciso instalar impressoras e coletores lacrados em todas as urnas, mas em uma pequena porcentagem, trabalho para um estatístico determinar. Creio que de 1 a 3% já seja suficiente. E quando houver denúncia, anula aquela urna? Não, novamente, o estatístico precisará elaborar um modelo para essas decisões. Cabe aos deputados e senadores viabilizarem isso enquanto há tempo, liberdade e democracia real.

 

Mario Eugenio Saturno (cientecfan.blogspot.com) é Tecnologista Sênior do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e congregado mariano

 
 

 

 

 
 
Deixe seu comentário!
 
 
 
Bassani
Banner Mirante
banner vende apartamento II
Banner Einstein
Rose Bueno Acessórios
Banner emprego
Banner laranja
Banner violência se limite
Banner pedrão 2018
Banner conar