Banner Primeiro Conart

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Cartas do Leitor
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Biólogo Ricardo Gomes filma um tsunami de lixo na praia de São Conrado – imagens escandaliza o mundo
  Data/Hora: 6.jan.2021 - 4h 52 - Categoria: Educação  
 
 
clique para ampliar

Por Sonia Zaghetto, via redes sociais (Denize Teis)... 

 

Esse tsunami de lixo foi filmado e fotografado há dois dias pelo biólogo Ricardo Gomes na praia de São Conrado, bairro nobre na zona sul do Rio de Janeiro.

 

A grande quantidade de detritos desceu por valões e galerias pluviais da região (que inclui a favela da Rocinha e casas/condomínios de luxo) após as fortes chuvas que atingiram a cidade e "lavaram" as ruas no fim de semana.

 

Desde sábado, a Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana) já removeu 2,1 toneladas de lixo em São Conrado, com 20 garis divididos em três turnos e apoio de um caminhão compactador e de um trator de praia.

 

A Comlurb apelou aos moradores e frequentadores das praias que evitem jogar lixo em valas e encostas porque eles acabam no mar.

 

A Folha de São Paulo informou que a praia hoje está limpa, mas parte do lixo continua descendo dos valões e sendo trazido pela maré.

 

As imagens da nossa má educação rodaram o mundo e escandalizaram muita gente.

 

Nas outras fotos, veja os efeitos que plástico e redes de pesca fazem sobre a vida selvagem - mamíferos, aves e peixes. Uma das espécies mais prejudicadas são os leões marinhos, que acabam estrangulados. Outros animais são vítimas de um drama diferente. Quando chega ao oceano, o plástico flutua na superfície ou afunda. À medida que se desgasta pela luz do sol ou pela água salgada, ele se decompõe em pedaços menores e é ingerido pela vida marinha e produz uma sensação de saciedade. Por isso muitas aves param de comer e morrem de fome.

 

Uma das cenas registradas por Gomes no domingo foi a de pássaros comendo detritos na praia.

 

Um relatório publicado em dezembro pela ONG Oceana, estima que existem ao menos 5 trilhões de pedaços de plástico no mar, dos quais cerca de 94% estão abaixo da superfície.

 

Uma boa resolução de ano novo, me parece, seria que cada um zelasse pelo próprio lixo. Incrível é, em 2021, a gente ter de dizer isso para pessoas adultas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 

 

 

 
 
Deixe seu comentário!
 
 
 
Rose Bueno Acessórios
Banner violência se limite
Banner emprego
Banner Mirante
banner vende apartamento II
Banner Einstein
Banner conar
Banner pedrão 2018
Banner laranja
Bassani