Banner dengue 2021

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Cartas do Leitor
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Falando Sério
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  SICOOB
  SINSMI
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Bruno Peron
Cultura
Inácio Dantas
João Maria
Miss Paraná
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
O soro anticovid do Butantan
  Data/Hora: 6.abr.2021 - 21h 26 - Colunista: Cultura  
 
 
clique para ampliar

Por Mario Eugenio Saturno, 

 

A crise do coronavírus não nos traz somente más notícias. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, deu o aval para que o Instituto Butantan inicie os testes do soro anti-Covid em humanos já em abril. Os últimos documentos foram entregues e as observações aos preparativos do estudo estão sendo adotadas pelo instituto.

 

Os cientistas do Butantan tiveram que realizar novos testes para atender os pedidos da agência, atrasando o processo de liberação em cerca de dois meses. Os cientistas do Instituto nunca tiveram tantos entraves para a liberação de um soro. O Butantan produz soros há mais de 120 anos e é um laboratório de referência na produção desses compostos na América Latina. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), chegou a cobrar publicamente a agência regulatória pela liberação.

 

O Butantan já tinha três mil frascos do soro prontos para serem utilizados no estudo clínico no dia 2 de março. Espera-se que o soro evite o agravamento dos sintomas e cure os contaminados pela Covid. O soro foi totalmente desenvolvido pelo Butantan e atuará no tratamento da doença, ao contrário da vacina, que busca prevenir a infecção.

 

O soro já passou pelos testes pré-clínicos e demonstrou que é seguro e efetivo em dois de estudos animais. Os testes feitos em hamsters mostraram uma eficácia promissora, redução considerável da carga viral, preservação das estruturas pulmonares e diminuição nos processos inflamatórios. Isso em nada surpreende já que o Butatan é responsável pelo fornecimento de 100% dos soros antiofídicos do Brasil.

 

Para obter o soro contra a Covid, o novo coronavírus foi isolado de um paciente brasileiro e, então, cultivado, inativado, submetido a vários testes em camundongos e, por último, aplicado em cavalos que produzem anticorpos. O plasma resultante foi coletado e processado. O plasma é a parte líquida do sangue desses animais. O Butantan possui uma fazenda própria com diversos cavalos e uma fábrica própria para a produção do soro.

 

Com o aval da ANVISA, o soro será aplicado em pacientes adultos que estejam hospitalizados e apresentem sintomas claramente associados à Covid há poucos dias. O objetivo é evitar que o estado de saúde do indivíduo seja agravado pelo vírus, bloqueando a infecção ainda nos primeiros sintomas. A pesquisa inicial será realizada com pacientes transplantados do Hospital do Rim, conduzidas pelo médico nefrologista José Medina, e com pacientes com comorbidades no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, com o médico infectologista Esper Kallas. Ambos participam do Centro de Contingência de São Paulo.

 

O soro que será aplicado em adultos recém-infectados com o coronavírus servirá para que os cientistas descubram a quantidade de doses que deverão ser aplicadas em cada doente. O Instituto usará o conhecimento que tem no uso de soros contra picadas de cobra.

 

Em dezembro, a Argentina começou a usar essa mesma técnica no hospital de campanha do distrito de Corrientes, 45 internados receberam o soro em fevereiro, destes, 42 tiveram alta em uma semana. Acompanharemos com interesse redobrado.

 

Mario Eugenio Saturno (cientecfan.blogspot. com) é Tecnologista Sênior do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e congregado mariano

 
 

 

 

 
 
Deixe seu comentário!
 
 
 
Rose Bueno Acessórios
Banner Mirante
Banner emprego
Bassani
Banner pedrão 2018
Banner violência se limite
Banner Einstein