Banner eleitoral

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Cartas do Leitor
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Cultura
João Maria
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Exposições e lançamento de selo do Tratado marcam os 36 anos do Ecomuseu da Itaipu
  Data/Hora: 18.out.2023 - 22h 57 - Categoria: Itaipu Binacional  
 
 
clique para ampliar

Evento comemorativo foi realizado nas dependências do museu, nessa segunda-feira (16), e contou com a participação de diretores da Binacional e outras autoridades.

 

Da Assessoria - Fotos: Sara Cheida / Itaipu Binacional - O lançamento de um selo dos Correios alusivo ao Tratado da Itaipu e a abertura de duas exposições marcaram o aniversário de 36 anos do Ecomuseu, nessa segunda-feira (16). A cerimônia aconteceu em frente ao museu da Itaipu e contou com a participação de diretores da Binacional e outras autoridades. Os selos estarão disponíveis nas lojas dos Correios a partir de quarta-feira (18). As exposições serão abertas ao público na mesma data, com visitação gratuita.

 

“A gente precisa manter a história viva. A história do Tratado é também a história dos trabalhadores que construíram Itaipu”, afirmou o diretor-geral brasileiro da usina, Enio Verri. “Devemos fazer da Itaipu um grande instrumento de mudança e, para isso, temos que ter orgulho do que construímos. Um museu é muito mais do que contarmos o passado, mas nos animarmos para o futuro.”

 

Segundo Enio, na Itaipu não são contados apenas os megawatts produzidos: “somos uma empresa que, ao fim de cada mês, conta como melhoramos a vida das pessoas, como contribuímos para que tenhamos mais vagas nas escolas e para que a população possa se alimentar melhor, ou o quanto contribuímos para a geração de mais empregos.”

 

Além do diretor, participaram da solenidade o secretário municipal de Turismo, André Alliana; o diretor de Coordenação Executivo da Itaipu, Júlio Rodrigues Paredes; o diretor de Coordenação da Itaipu, Carlos Carboni; a diretora econômico-financeira dos Correios, Maria do Carmo Lara Perpétuo; o presidente do Instituto Pedra, Luiz Fernando de Almeida, e a gerente da Divisão de Educação Ambiental da Itaipu, Cintia Bená Valoto. 

 

Selo do Tratado

O selo personalizado alusivo aos 50 anos do Tratado de Itaipu traz a logomarca criada pelo designer da Divisão de Imagem Institucional, João Paulo Chiodi, que retrata em cinco linhas as cinco décadas da Itaipu. Sua primeira obliteração – o carimbo oficial do selo com a marcação da data – foi feita por representantes da Itaipu e dos Correios.

 

De acordo com Maria Perpétuo, o lançamento do selo é uma maneira de celebrar a importância da Itaipu, em seus 50 anos de Tratado. “O selo lembra a relevância da Itaipu para o Brasil e o para o Paraguai não só na produção de energia, mas também em suas ações de sustentabilidade e de diplomacia”, disse.

 

Exposições

As exposições foram instaladas no espaço onde, futuramente, será o prédio de recepção do novo Ecomuseu, que deve ser totalmente reinaugurado no segundo semestre de 2024, trazendo novidades como o Polo Astronômico, o Museu da Energia e estruturas que contam a história da Itaipu e da região.

 

No piso superior, a exposição “Itaipu: da construção à conservação” reúne memórias com painéis explicativos, imagens, pesquisas da época da construção e do acervo permanente do Ecomuseu, entre outras atrações. Um quarto com camas, guarda-roupa e outros objetos retrata como era a vida dos barrageiros que construíram a usina hidrelétrica.

 

“São 36 anos trabalhando na área de cultura do patrimônio e, com essa exposição, queremos resgatar esse trabalho que é feito por nossa equipe desde a criação do Ecomuseu e da própria Itaipu”, disse Cintia Valoto.

 

Já no piso inferior está “Itaipu: uma obra diplomática”, uma exposição do Museu Histórico e Diplomático do Itamaraty (MHD), no Rio de Janeiro (RJ), com documentos importantes, peças históricas e icônicas, como a máquina de escrever de Guimarães Rosa e bustos de pessoas que participaram ativamente das negociações para a constituição do Tratado de Itaipu. A exposição é toda digital, com projeções e telas interativas.

 

“Parabenizamos Itaipu por ter um museu em atividade desde o início de sua operação, um museu que acompanha a memória da empresa”, afirmou Luiz Fernando, do Instituto Pedra. A instituição é parceira da Itaipu na exposição do MHD que, pela primeira vez, sai do museu no Rio de Janeiro e é mostrada em outro local. 

 
 

 

 

 
 
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner Exposição
Banner pedrão 2018
Banner Einstein
Bassani
Rose Bueno Acessórios
Banner emprego
Banner violência se limite
Banner Mirante