banner itaipulândia junho

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Cartas do Leitor
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Cultura
João Maria
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Itaipu convida para o lançamento do documentário “Mulheres Indígenas da BR-277”
  Data/Hora: 8.nov.2023 - 17h 38 - Categoria: Itaipu Binacional  
 
 
clique para ampliar

A estreia será no Centro de Recepção de Visitantes, na quinta-feira (9), às 18h30. Veja como se inscrever

 

Da Assessoria - fotos: Divulgação - Na próxima quinta-feira (9), a Assessoria de Responsabilidade Social da Itaipu convida a comunidade de Foz do Iguaçu e região para assistir ao documentário “Mulheres Indígenas da BR-277 - Um singelo olhar sobre as mulheres indígenas que vivem às margens da rodovia BR-277”, no Centro de Recepção de Visitantes (CRV), da usina de Itaipu.

 

A inscrição para a exibição é gratuita e deve ser feita pelo link https://forms.office.com/r/PSLACW2dD9. As vagas são limitadas. O evento contará com a presença da equipe e de algumas entrevistadas. A direção é das jovens Taylla Sirino e Hermínia Motta, das etnias guarani e kaingang, respectivamente. O roteiro é da cineasta e atual reitora da Unespar, Salete Machado. 

 

O filme tem como proposta dar voz às mulheres indígenas que vivem às margens da rodovia BR-277, uma via transversal que atravessa o Estado do Paraná de ponta a ponta. O documentário contribui para uma reflexão sobre a condição de abandono e invisibilidade dos povos originários.

 

Pauta prioritária de Itaipu

A reparação aos povos originários é uma das principais pautas da nova gestão de Itaipu, em consonância com as diretrizes do governo do presidente Lula.

 

Itaipu tem ampliado suas ações para a melhorar as condições de vida dessas populações em toda a região Oeste, ao mesmo tempo em que promove a sustentabilidade das três comunidades indígenas dentro da área de influência da usina: Tekoha Ocoy, em São Miguel do Iguaçu, e Tekoha Añetete e Tekoha Itamarã, em Diamante D’Oeste.

 

Juntas, essas três aldeias abrigam cerca de 340 famílias e mais de 1,5 mil indígenas. As ações são implantadas por meio de convênios com as prefeituras municipais de Diamante d’Oeste e São Miguel do Iguaçu e com as Associações de Pais, Mestres e Funcionários (APMFs) dos colégios indígenas. O trabalho é desenvolvido pela Divisão de Ação Ambiental (MAPA.CD).

 

Inspiração

A ideia de realizar o filme surgiu a partir de inúmeras viagens que a cineasta Salete Machado fez pela região. Nessas ocasiões, ela observou o grande número de mulheres indígenas à beira da estrada, às margens das reservas onde elas habitam. São mulheres que sobrevivem da venda de artesanato. 

 

Para o roteiro, a cineasta conheceu mais a fundo as duras questões de sobrevivência que afetam a população indígena do Estado, notadamente as mulheres que encontram no artesanato uma maneira de manter vivas suas tradições culturais e gerar renda para suas famílias. 

 

As diretoras traduziram o roteiro numa série de entrevistas. Nelas, é possível conhecer a batalha diária dessas mulheres que, além de realizar seu trabalho como artesãs, ainda têm que dar conta de seus compromissos com o cuidado de suas famílias e de seus lares. 

 

Imagens expressivas captadas pela câmera de Alisson Prodlik registram a realidade das regiões filmadas e revelam com riqueza de detalhes a beleza da arte ancestral do artesanato indígena. 

 

O filme nos aproxima da luta cotidiana destas mulheres, desde a busca pela matéria-prima até a venda destes artefatos culturais à beira da BR-277, em condições precárias e perigosas.

 

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, 2,9 bilhões de MWh. Em 2022, foi responsável por 8,6% do suprimento de eletricidade do Brasil e 86,3% do Paraguai. A empresa tem como missão “Gerar energia elétrica de qualidade com responsabilidade social e ambiental, contribuindo com o desenvolvimento sustentável no Brasil e no Paraguai.”

 
 

 

 

 
 
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner Mirante
Bassani
Banner Einstein
Banner pedrão 2018
Banner Exposição
Banner violência se limite
Rose Bueno Acessórios
Banner emprego