Banner dia dos namorados

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Cartas do Leitor
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Cultura
João Maria
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
O padrão maior - Amarguras santificantes
  Data/Hora: 27.nov.2023 - 11h 54 - Colunista: Cultura  
 
 
clique para ampliar

Por Paulo Hayashi Jr. - Doutor em Administração. Professor e pesquisador da Unicamp. 

 

Ascender na vida tem muitas significações. Todavia, para os mais despertos, é necessário se aproximar das lições de Jesus Cristo. De viver na terra sob a sua inspiração e de praticar o bem para que a existência seja repleta de bem-aventuranças. Alegra-se mais quem doa e faz a caridade do que quem recebe, mesmo que seja perdoar as falhas alheias. A cartilha do mestre Nazareno é a da felicidade plena. Não um contentamento fugaz e transitório da ilusão da matéria, mas uma condição sustentável do espírito. Quem compreende o padrão correto de vida, consegue superar as provações e empecilhos que nos servem como lições para nossa própria grandeza.

 

As aprendizagens muitas vezes vêm de situações inusitadas. E assim como uma pessoa não consegue se desatolar sozinha do pântano puxando seus cabelos para cima, estória descrita pelas peripécias do Barão de Münchhausen, é vital que tenhamos boas companhias. Pessoas amigas que podem trazer o verbo afirmativo e motivador, ou até mesmo os conselhos e as reflexões que nos fazem organizar melhor os nossos pensamentos e recursos pessoais. Andar com pessoas distintas nos ajuda em nosso aprimoramento, assim como o contrário é verdadeiro também. Conforme ditado popular: "Quem anda com porcos, farelo come".

 

O padrão de uma vida digna vai muito além daquilo que aparenta e até mesmo a qualidade dos pensamentos e dos sentimentos no coração contam para se aproximar ou não de Cristo. O discípulo fiel sabe da exigência do mestre e se esforça para manter sua companhia e lealdade.

 

Amarguras santificantes

 

O paladar infantil privilegia o doce em detrimento de outros gostos. Todavia, conforme a criança cresce, há o aumento da experimentação de diferentes sabores e a preferência pode ser alterada. Quando adulto, o azedo e o amargo ganham atenção e espaço. Esta alteração pode ser vista e percebida até mesmo nas situações do dia a dia. Por exemplo, o ditado "se a vida lhe der limões, faça uma limonada" representa a necessidade de lidar com os problemas e empecilhos da existência.

 

Se o mundo é uma grande escola, as lições primorosas também são destinadas aos adultos, principalmente quando a capacidade cognitiva já estiver formada e a inteligência e o conhecimento necessitam da pedra de esmeril para seu polimento. Todavia, não podemos nos desanimar com as dificuldades. A superação é uma possibilidade real, em especial quando existe vontade e autoconfiança. A primeira representa o leme pelo qual se movimentam nossos recursos pessoais, assim como as atitudes corretas perante a vida. Com vontade forte, a inércia não mina o trabalho e o desânimo não atrapalha. O mesmo pode se dizer em relação à autoconfiança. É a fé em si mesmo, a certeza de que depois da tempestade vem o céu límpido. O essencial é continuar no trabalho diligente e disciplinado, pois as aprendizagens e as conquistas maiores vêm através do tempo e das provações. Nas palavras do apóstolo dos Gentios,  Paulo de Tarso: "Tendo cuidado que ninguém se prive da graça de Deus e de que nenhuma raiz de amargura, brotando vos perturbe, e por ela muitos se contaminem" (Hebreus 12, 15).

 
 

 

 

 
 
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner Mirante
Banner Einstein
Banner violência se limite
Banner pedrão 2018
Bassani
Rose Bueno Acessórios
Banner emprego