banner dengue dezembro

 
 
   Categorias
  ATLETISMO
  Banco do Brasil
  Brasil
  Cartas do Leitor
  Educação
  Ego Famosos
  ENTREVISTAS
  Esporte
  Eventos
  Familias
  Foz do Iguaçu
  Geral
  Itaipu Binacional
  Lindeiros
  Moda
  Mundo
  Oeste
  Opinião do Leitor
  Policiais
  Politica
  Santa Terezinha de Itaipu
  São Miguel do Iguaçu
  Sociais
  Virtudes e valores
 
     
   Colunistas
Cultura
João Maria
 
   
 
   Previsão
 
 

 
 
 
Envie por email
 
Profissionais da Educação discutem vários assuntos pedagógicos entre eles a frequência escolar dos alunos
  Data/Hora: 5.abr.2024 - 17h 7 - Categoria: São Miguel do Iguaçu  
 
 
clique para ampliar

Da Assessoria - A equipe da Secretaria Municipal de Educação de São Miguel do Iguaçu reuniu nesta quarta-feira, 03, na UNIGUAÇU, diretores e coordenadores dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI’s) e Escolas Municipais para tratar de assuntos pedagógicos, entre eles, a questão da frequência escolar dos estudantes e os processos avaliativos. 

 

O encontro com os professores e diretores teve como destaque a infrequência, um tema recorrente, tendo em vista que em levantamentos realizados constatou-se que cerca de 10% dos alunos faltam às aulas em São Miguel do Iguaçu. “No encontro debatemos o Sistema Educacional da Rede de Proteção (SERP), orientando o uso da plataforma e buscando traçar estratégias para reduzir as faltas a escola” explicou a diretora do Departamento Pedagógico, Eliani Noeli Schemmer Frazão. 

 

A primeira busca dos estudantes faltantes é realizada pela própria escola e posteriormente encaminhado para outros equipamentos da Rede de Proteção caso o aluno continue faltando. “Na Secretaria de Educação temos a equipe do Serviço Social, formado pelas assistentes sociais que tem a responsabilidade, junto aos outros agentes da rede, de identificar, notificar, atender e manter uma atitude vigilante com a família destes alunos”, completa Eliani.

 

A diretora da Escola Serafim Machado de Souza, Cátia Regina Frasson, testemunhou que a grande maioria das famílias justifica as faltas por vários motivos, entre eles, questões de saúde. “Nós orientamos a buscar o serviço de saúde, no entanto, alguns casos são recorrentes e aí o serviço da Rede de Proteção vem em nosso auxílio”, observou.

 

A diretora do Centro Municipal de Educação Infantil Jacira Bongiolo Verona, Rafaela Streppel, ratifica a importância da Rede. “Ela veio para agregar e somar esforços na busca de soluções para a questão da evasão escolar”, completou.

 

O encontro com os coordenadores tratou sobre a questão do processo avaliativo da Educação Infantil e do 1º ano. “O maior desafio é entender a concepção de avaliação desses alunos e que é um processo diferente”, explicou a coordenadora pedagógica da Secretaria de Educação, Nelaine Vieira Malacrio.

 
 

 

 

 
 
Deixe seu comentário!
 
 
 
Banner Exposição
Banner violência se limite
Rose Bueno Acessórios
Bassani
Banner emprego
Banner pedrão 2018
Banner Mirante
Banner Einstein